Início Ambiente Vinte e nove concelhos de sete distritos em risco máximo

Vinte e nove concelhos de sete distritos em risco máximo

Vinte e nove concelhos dos distritos de Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Viseu, Bragança, Guarda e Faro apresentam hoje um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco máximo de incêndio estão os concelhos de Vila de Rei (onde existe um incêndio ativo a ser combatido por mais de mil operacionais), Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova, Oleiros, Covilhã e Penamacor (Castelo Branco), Penedono (onde também está ativo um incêndio), Vila Nova de Paiva e Tarouca (Viseu).

Também em risco máximo estão os concelhos de Marvão, Nisa e Gavião (Portalegre), Abrantes, Mação, Sardoal (Santarém), Loulé, São Brás de Alportel e Alcoutim (Faro), Sabugal, Guarda, Pinhel, Figueira de Castelo Rodrigo e Vila Nova de Foz Coa (Guarda), Freixo de Espada à Cinta, Torre de Moncorvo, Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros e Vimioso (Bragança).

O IPMA colocou também vários concelhos dos distritos de Faro, Beja, Santarém, Castelo Branco, Portalegre, Coimbra, Viseu, Bragança, Guarda, Viseu, Braga e Vila Real em risco muito elevado de incêndio.

De acordo com o instituto, o risco de incêndio vai continuar máximo, muito elevado e elevado pelo menos até ao fim de semana em vários distritos de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo, sendo o elevado o terceiro nível mais grave.

Os cálculos para este risco são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje no norte e centro do continente períodos de céu muito nublado, apresentando-se em geral muito nublado no litoral até final da manhã, nebulosidade que poderá persistir ao longo do dia em alguns locais da faixa costeira.

Durante a tarde, está prevista a ocorrência de aguaceiros nas regiões do interior, que poderão ser por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada.

A previsão aponta também para vento fraco, tornando-se fraco a moderado do quadrante oeste a partir da tarde e soprando moderado a forte de noroeste nas terras altas durante a tarde.

Está também prevista neblina ou nevoeiro matinal no litoral e descida da temperatura máxima.

Na região sul prevê-se céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade no litoral oeste até final da manhã e vento em geral fraco do quadrante oeste, soprando temporariamente moderado de noroeste no litoral oeste e nas terras altas durante a tarde.

Está também prevista neblina ou nevoeiro matinal no litoral oeste e pequena descida da temperatura máxima.

As temperaturas no continente vão oscilar entre os 15 graus celsius (no Porto, em Braga e Viana do Castelo) e os 23 (em Faro) e as máximas entre os 22 (em Aveiro e Porto) e os 37 8em Castelo Branco e Évora).

Leia também

Figueira da Foz destruiu 130 ninhos de vespa asiática desde o início do ano

O concelho da Figueira da Foz eliminou desde janeiro 130 ninhos de vespas velutinas, na maioria localizados nas maiores freguesias urbanas, Buarcos...

Incêndios: Acusada de queimada que terá contribuído para fogo no Pinhal de Leiria começa hoje a ser julgada

Uma mulher de 69 anos começa hoje a ser julgada no Tribunal de Alcobaça, acusada de ter sido autora de uma queimada...

António Costa propõe Ana Abrunhosa para ministra da Coesão Territorial

O primeiro-ministro indigitado propôs hoje ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a nomeação de Ana Abrunhosa para o cargo de...

Academia Europa debate projeto europeu com 60 universitários na Figueira da Foz

A segunda edição da Academia Europa, a primeira na Figueira da Foz, quer discutir o futuro do projeto europeu mas também as...

Figueira da Foz recusa reabrir acesso no Cabo Mondego por questões de segurança

O presidente da Câmara da Figueira da Foz manifestou-se irredutível sobre a reabertura de um caminho de acesso no Cabo Mondego, junto...