Início Regional Região de Coimbra espera implementar Sistema Inter-municipal de Transportes em 2021

Região de Coimbra espera implementar Sistema Inter-municipal de Transportes em 2021

O Sistema de Transportes para a Região de Coimbra deve estar implementado no final de 2021, afirmou hoje fonte da Comunidade Inter-municipal (CIM) que integra 19 municípios.

“O nosso desejo é que o processo esteja implementado e assimilado pelas pessoas no final de 2021”, disse o primeiro secretário executivo da CIM Região de Coimbra, Jorge Brito, que falou à agência Lusa à margem da conferência “Intermodalidade e descarbonização”, promovida pela comunidade inter-municipal.

Segundo o responsável, o concurso público internacional relacionado com o Sistema Inter-municipal de Transportes (SIT) da região é lançado este ano.

A expectativa é que a adjudicação aconteça também este ano, caso não haja problemas de litigância no âmbito do concurso público.

De acordo com Jorge Brito, o SIT será “a grande entidade gestora que irá surgir no território”, permitindo a articulação e agregação dos serviços de transporte, dando resposta não apenas “às necessidades municipais e dos transportes escolares, mas também às necessidades de ligação quer dentro da região quer da região para fora”.

O SIT, que prevê um bilhete único para todos os serviços de transportes públicos na região, terá uma parceria com os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), bem como com o Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM), que terá um troço urbano em Coimbra e um troço suburbano ligando a capital do distrito a Serpins, na Lousã, explicou.

Nesse sentido, o cartão do SIT poderá ser utilizado quer nos SMTUC quer no SMM, estando também a CIM Região de Coimbra a trabalhar com a CP – Comboios de Portugal para garantir a integração da bilhética com a ferrovia, face à presença na região da Linha do Norte, Linha da Beira Alta e Ramal da Figueira da Foz, referiu.

Para além disto, a CIM vai lançar já em Fevereiro um projecto-piloto de transporte flexível em 36 aldeias de Góis e 49 da Pampilhosa da Serra.

Este projeto-piloto pretende dar resposta de transportes públicos a lugares com pelo menos 40 pessoas, sendo que o programa deverá funcionar, acima de tudo, com recurso a operadores de táxis locais.

Neste projecto, as pessoas podem ligar para um número gratuito no dia anterior a solicitar o serviço de transporte, que cria “uma rota diferente de dia para dia, em função das necessidades” das populações, explicou Jorge Brito.

O serviço é pago como se de uma viagem de transporte público regular se tratasse, acrescentou.

Depois da experiência nestes dois concelhos, o objectivo será avaliar a sua implementação e alargá-lo a todo o território, sendo que será uma resposta “não apenas para municípios de baixa densidade, visto que há locais noutros municípios onde este tipo de resposta poderá ser mais racional”, vincou.

Pub

Leia também

GNR detém homem detido por furto em armazém industrial

O Comando Territorial de Coimbra da GNR, através do Posto Territorial da Praia de Quiaios, deteve, no domingo, em flagrante, um homem de 25...

Plano Nacional de Cinema no AEZUFF

O Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz (AEZUFF) e o Centro de Artes e Espectáculos dinamizaram a iniciativa “Escola vai...

Bombeiros Voluntários homenagearam o seu presidente

O corpo dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz decidiu homenagear o seu presidente, Lídio Lopes, assinalando o marco dos 25 anos da sua...

Fundo dinamarquês prevê investir oito mil ME em energia eólica no mar da Figueira da Foz

Um fundo de investimento dinamarquês pretende investir oito mil milhões de euros num projecto de energias eólicas no mar ao largo da Figueira da...

Ginásio conquistou 17 títulos na época passada

Na época de 2021-2022, o Ginásio conquistou 14 títulos de Campeão de Portugal - nas modalidades de Remo (13) e Tiro (1) - e...