Início Nacional Matilde precisa de 2M€, Portugal já angariou 1.294 milhões

Matilde precisa de 2M€, Portugal já angariou 1.294 milhões

Com a ajuda dos portugueses, os pais de Matilde estão a tentar angariar 2 milhões de euros para comprar um medicamento que lhe pode salvar a vida e só se vende nos Estados Unidos.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco

Matilde nasceu no dia 12 de abril e aparentava ser uma bebé saudável. Com um mês e duas semanas, foi-lhe diagnosticada uma doença rara: Atrofia Muscular Espinhal – AME Tipo I, a forma mais grave da doença.

A bebé precisa de um medicamento novo chamado Zolgensma, que foi aprovado nos EUA e ainda só está disponível naquele país, por cerca de 1,9 milhões de euros. O medicamento continua por ser aprovado na Europa e pode ser a cura para a doença da bebé, apesar de ser o mais caro do mundo.

O Zolgensma é produzido pela AveXis/Novartis e é o mais recente tratamento para a atrofia muscular espinhal.

Em Portugal, existe um medicamento para o tratamento desta doença, o Nusinersen (Spinraza), mas não é tão eficaz.

Desde que foi noticiada a doença de Matilde, têm-se multiplicado as ajudas, com os portugueses a mobilizarem-se para a causa.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco

Leia também

Figueira da Foz destruiu 130 ninhos de vespa asiática desde o início do ano

O concelho da Figueira da Foz eliminou desde janeiro 130 ninhos de vespas velutinas, na maioria localizados nas maiores freguesias urbanas, Buarcos...

Incêndios: Acusada de queimada que terá contribuído para fogo no Pinhal de Leiria começa hoje a ser julgada

Uma mulher de 69 anos começa hoje a ser julgada no Tribunal de Alcobaça, acusada de ter sido autora de uma queimada...

António Costa propõe Ana Abrunhosa para ministra da Coesão Territorial

O primeiro-ministro indigitado propôs hoje ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a nomeação de Ana Abrunhosa para o cargo de...

Academia Europa debate projeto europeu com 60 universitários na Figueira da Foz

A segunda edição da Academia Europa, a primeira na Figueira da Foz, quer discutir o futuro do projeto europeu mas também as...

Figueira da Foz recusa reabrir acesso no Cabo Mondego por questões de segurança

O presidente da Câmara da Figueira da Foz manifestou-se irredutível sobre a reabertura de um caminho de acesso no Cabo Mondego, junto...