Início Local Três detidos e mais de 70 arguidos na operação da PJ por...

Três detidos e mais de 70 arguidos na operação da PJ por burlas com MBWay

A operação da Polícia Judiciária (PJ) desenvolvida hoje no Alentejo e em outras zonas do país como Avis (Portalegre), Loures (Lisboa), Almeirim (Santarém) e Figueira da Foz, por suspeitas de crimes através do MBWay culminou em três detidos e “mais de 70 arguidos”, revelou fonte policial.

Em declarações à agência Lusa, a mesma fonte indicou que três pessoas, dois homens e uma mulher, com idades entre os 24 e os 40 anos, foram detidas em Campo Maior e Monforte, no distrito de Portalegre.

“Foram também apreendidos dezenas de telemóveis e cartões SIM, ouro e dinheiro”, acrescentou a fonte, referindo que o produto da apreensão “está ainda a ser contabilizado”.

Em comunicado, a PJ explicou que a operação, realizada em conjunto com o Comando Territorial de Portalegre e a Unidade de Intervenção – Operações Especiais da GNR, deu cumprimento a 51 mandados de buscas domiciliárias e mais de 10 buscas não domiciliárias.

O objectivo foi “recolher elementos probatórios em mais de uma centena de inquéritos em investigação, todos versando o crime de burla informática e nas comunicações no fenómeno conhecido como ‘Burla por MBWay’”, é indicado no comunicado.

Dois dos suspeitos foram detidos fora de flagrante delito, por mandados emitidos pela autoridade judiciária competente, enquanto outro foi detido em flagrante delito, por detenção de arma e munições proibidas, precisou a PJ.

Os três detidos, residentes nos concelhos de Portalegre e Elvas e com antecedentes criminais, estão “indiciados por crimes de burla informática e nas comunicações”, acrescentou, indicando que vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial, para aplicação de medidas de coacção.

As investigações relacionadas com esta operação iniciaram-se em 2019 e estendem-se “até à actualidade”, por suspeita da prática reiterada de crimes de natureza informática, que resultou “num enriquecimento ilícito de cerca de 200 mil euros”, realçou a PJ.

Esta manhã, fonte policial já tinha afirmado à Lusa que cerca de 300 inspectores da PJ e militares da GNR estavam envolvidos na operação de hoje, que foi realizada em simultâneo nas localidades abrangidas pelas buscas.

Durante a operação “Way of Life”, os bairros de São Sebastião, em Campo Maior, e do Rossio, em Monforte, foram mesmo cercados pelas autoridades policiais, tendo sido realizadas “buscas em quase todas as casas”, salientou a fonte.

Pub

Leia também

Festa do Arroz em Maiorca

A Confraria do Arroz Doce de Maiorca vai realizar depois de amanhã, domingo, a Festa do Arroz, que irá decorrer em Maiorca. Esta iniciativa tem...

O Figueirense já nas bancas!

A edição mensal de Maio d'O Figueirense já se encontra nas bancas! Eis a primeira página:

19º aniversário do Núcleo Museológico do Sal encerra «Maio é Museu!»

A programação cultural promovida pelo Museu Municipal Santos Rocha (MMSR), no âmbito da iniciativa da 10.ª edição de “Maio é Museu!”, vai culminar nas...

Arquitecto figueirense ganha prémio nacional

O arquitecto paisagista figueirense Fernando dos Santos Pessoa ganhou o Prémio “Ambiente e Paisagem Gonçalo Ribeiro Telles”, segundo apurou O Figueirense. Outro dos premiados foi...

O Figueirense na Antena 1

O Figueirense esteve novamente na Antena 1, no programa de emissão internacional "Portugal em Directo", onde a jornalista Cláudia Aguiar Rodrigues conversou com o...