Início Desporto Teresa Bonvalot assegurou presença na 1ª prova das Challenger Series

Teresa Bonvalot assegurou presença na 1ª prova das Challenger Series

A surfista tricampeã portuguesa Teresa Bonvalot, recém-campeã europeia no circuito de qualificação da Liga Mundial de Surf (WSL) e garantida na luta pelo acesso ao primeiro escalão, assegurou que vai dar o “máximo” para entrar na elite internacional, através das Challenger Series (CS), cuja primeira prova terá lugar na Figueira da Foz, entre os dias 1 e 3 de Abril.

“Em Israel tivemos um evento muito desafiante, com vários dias sem ondas e, ao contrário do que seria normal para qualquer surfista, a pedir vento e tempestade, por isso, foi difícil, e estou muito contente como acabou. Estou feliz com o título europeu. Um dos meus principais objectivos está cumprido, que era a qualificação para as CS (circuito de acesso à elite mundial)”, realçou à Lusa Teresa Bonvalot.

A olímpica portuguesa (Tóquio2020) conquistou no sábado o Pro Netanya, prova do circuito de qualificação (QS) da WSL, na Praia Kontiki, em Israel, e assegurou o título europeu, ainda antes da realização da última etapa, na Costa de Caparica (de 5 a 10 de Abril).

“O ano passado ganhei o meu primeiro QS na Caparica. Senti muito carinho e houve muito boas ondas. Já tenho o título e a qualificação para as ‘Challenger Series‘, agora, é aproveitar e ganhar experiência. As ondas, em Portugal, não vão desiludir”, antecipou.

A partir de Maio, a bicampeã europeia júnior (2016 e 2017) vai participar nas CS, onde vai atacar as vagas de qualificação para o circuito mundial de 2023.

“Um dos objectivos principais está garantido, que era competir nas CS. Mas vou continuar a dar o máximo. O objectivo principal é entrar no CT (circuito principal) e ser campeã do mundo”, vincou a atleta cascalense, de 22 anos.

Bonvalot admitiu ainda que, ao longo desta temporada, em caso de sobreposição de datas, vai dar preferência às provas das CS sobre o circuito português, que conta com cinco etapas e está prestes a começar, mas assegurou que vai estar presente na primeira prova, na Figueira da Foz.

“Não há melhor do que competir em casa. Vou à Figueira e é um óptimo treino para as provas futuras”, sublinhou a tricampeã portuguesa (2014, 2015 e 2020).

Pub

Leia também

Propostas de concessão dos casinos Estoril e Figueira da Foz estão em análise

As propostas para a concessão da exploração das zonas de jogo do Estoril e da Figueira da Foz foram hoje abertas e encontram-se, "neste...

Peça de Teatro “Eu Nunca Vi um Helicóptero Explodir” no CAE

O Grande Auditório do Centro de Artes e Espectáculos (CAE) vai ter em palco a peça de teatro “Eu Nunca Vi um Helicóptero Explodir”,...

Conversas com Saber – “As vertentes de uma abadia cisterciense”

No dia 8 de Outubro, pelas 15 horas, O Quartel de Imagem recebe a 15.ª edição da tertúlia "Conversas com Saber" com a temática...

Infectados com covid-19 deixam de cumprir isolamento

As pessoas infectadas com covid-19 vão deixar de cumprir isolamento e as máscaras mantêm-se obrigatórias em unidades de saúde e lares com o fim...

Clássica da Figueira é a novidade no calendário internacional de ciclismo para 2023

A Figueira Champions Classic, nova corrida de ciclismo de estrada na Figueira da Foz, agendada para 12 de Fevereiro, é a principal novidade no...