Início Local Segurança do NB da Figueira diz que autor de disparos em 2019...

Segurança do NB da Figueira diz que autor de disparos em 2019 é outro

Um dos seguranças que presenciou os disparos à porta da discoteca NB da Figueira da Foz, em 2019, disse hoje em tribunal que o autor não é o arguido, contrariando o depoimento que deu em fase de inquérito.

O Tribunal de Coimbra começou hoje a julgar um jovem de 25 anos acusado de sete crimes de homicídio na forma tentada, por ser suspeito de ter efectuado disparos à entrada da discoteca NB, a 1 de Dezembro de 2019.

No início do julgamento, o arguido, que está preso preventivamente, optou por se remeter ao silêncio.

O arranque foi marcado pelas declarações de um dos dois seguranças que presenciaram os disparos, que contrariou a versão dos factos presentes na acusação do Ministério Público (MP), bem como do seu próprio depoimento em fase de inquérito, em que indicava que o arguido tinha sido o autor dos crimes.

Em julgamento, o segurança referiu que os disparos iniciais teriam sido dados por outra pessoa, referindo os seus dois primeiros nomes, os mesmos que o proprietário do veículo em que o arguido se teria deslocado para a discoteca.

“Sei que ele não está a ser julgado, mas tenho a certeza”, vincou o segurança, referindo que essa pessoa teria tentado entrar várias vezes à força naquela noite.

Segundo o segurança, na altura não sabia o nome do indivíduo e apenas o descreveu à polícia, mas “não tem dúvidas” de que o actual arguido está mal preso.

Já sobre os disparos efectuados cerca de meia hora depois, a testemunha referiu que não conseguiu identificar o autor dos disparos, porque estava a uma distância maior, apesar de achar que teria sido o mesmo homem.

Questionado pelo procurador do MP sobre o porquê de não ter dito que o autor dos disparos não era o arguido, o segurança justificou que sofreu pressões.

“Então, agora já não tem medo?”, perguntou a juíza Ana Gordinho, que preside ao colectivo, com o segurança a dizer que “as pressões, se calhar, já não existem”.

A juíza procurou que a testemunha especificasse as pressões que terá sofrido, mas a testemunha escusou-se a concretizar.

Pub

Leia também

Seis casos nas últimas 24h – concelho com 78 casos activos

O concelho da Figueira da Foz registou seis casos de pessoas infectadas com covid-19 nas últimas 24h, permanecendo um total de 78 casos activos,...

Acidente com veículo dos Bombeiros Voluntários

A caminho de um incêndio rural no sul do concelho, uma viatura dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz teve um acidente. Segundo apurámos,...

Figueira da Foz promove registo itinerante de terrenos nas freguesias

O município da Figueira da Foz vai promover, ao longo de Agosto, a identificação e registo de terrenos nas freguesias do concelho, através de...

ASAE instaura processos de contraordenação na Figueira da Foz

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) instaurou, na última noite, 38 processos de contraordenação a restaurantes e bares, por incumprimento das regras...

Casino reabre hoje

Após uma semana de encerramento por decisão das autoridades de saúde, o Casino Figueira reabriu hoje com um horário de funcionamento entre as 15...