Início Local PS critica “espectáculos” e “arraiais” da campanha de Santana Lopes

PS critica “espectáculos” e “arraiais” da campanha de Santana Lopes

O candidato do PS à presidência da Câmara da Figueira da Foz, Carlos Monteiro, criticou os “espectáculos” e “arraiais” da campanha de Santana Lopes e manifestou-se convicto da vitória nas eleições de domingo com “maioria absoluta”.

“Hoje, a um dia do fim da campanha, os sítios que temos visitado, o contacto que temos tido com as pessoas e o retorno que nos vão dando, é que a Câmara da Figueira tem todas as condições para continuar a ser do Partido Socialista. E eu tenho expectativas que possamos ter uma maioria absoluta”, disse Carlos Monteiro à agência Lusa.

“Aliás, se assim não fosse, se não houvesse essa possibilidade sequer, o adversário [Santana Lopes] que, supostamente, tem mais possibilidades de ganhar, não estava a fazer um esforço perfeitamente atípico nos tempos que correm, a trazer um conjunto de artistas, a minimizar as sessões de esclarecimento e a maximizar os espectáculos, os arraiais, que é a maneira fácil de atrair pessoas”, observou.

O socialista, actual presidente da Câmara, contrapôs “a parcimónia e o rigor” da sua candidatura, “uma campanha que está a usar, também, parte de uma subvenção pública”.

“Não é isso que é visível na campanha de Pedro Santana Lopes. É uma campanha com um uso desproporcionado de meios e meios que hoje também não é norma usar. Não me lembro, há mais de 12 anos na Figueira da Foz, de (alguém) trazer Quim Barreiros, e trazer Toy e fazer concertos com esta gente. Aquilo que (o PS) tem feito são sessões de esclarecimento, a apresentar os programas, para as pessoas quando votarem poderem votar em consciência”, argumentou.

A comitiva do PS visitou empresas conserveiras e de congelação de pescado, instaladas junto ao porto de pesca e o candidato destacou os investimentos na economia azul, uma das prioridades do seu programa eleitoral.

“Vem reforçar o que dizemos, que a Figueira pode ser a capital da economia azul. Há aqui empresas de conservas e de congelados, a Cofisa, onde estivemos, é a maior conserveira portuguesa e está instalada na Figueira da Foz. E hoje são fábricas com tecnologia de ponta, robótica, não é nada do que acontecia há 15 ou 20 anos”, destacou Carlos Monteiro.

“E são produtos de qualidade. A Litofish fez um grande investimento, hoje possui um armazém onde tem 2.500 toneladas de alimentos congelados e tem todo um processo de congelamento de pescado também de tecnologia de ponta”, acrescentou.

Pub

Leia também

Festa do Arroz em Maiorca

A Confraria do Arroz Doce de Maiorca vai realizar depois de amanhã, domingo, a Festa do Arroz, que irá decorrer em Maiorca. Esta iniciativa tem...

O Figueirense já nas bancas!

A edição mensal de Maio d'O Figueirense já se encontra nas bancas! Eis a primeira página:

19º aniversário do Núcleo Museológico do Sal encerra «Maio é Museu!»

A programação cultural promovida pelo Museu Municipal Santos Rocha (MMSR), no âmbito da iniciativa da 10.ª edição de “Maio é Museu!”, vai culminar nas...

Arquitecto figueirense ganha prémio nacional

O arquitecto paisagista figueirense Fernando dos Santos Pessoa ganhou o Prémio “Ambiente e Paisagem Gonçalo Ribeiro Telles”, segundo apurou O Figueirense. Outro dos premiados foi...

O Figueirense na Antena 1

O Figueirense esteve novamente na Antena 1, no programa de emissão internacional "Portugal em Directo", onde a jornalista Cláudia Aguiar Rodrigues conversou com o...