Início Desporto Hugo Almeida termina carreira de futebolista para iniciar a de treinador

Hugo Almeida termina carreira de futebolista para iniciar a de treinador

O futebolista figueirense Hugo Almeida, de 35 anos, que jogava na Académica, na II Liga de futebol, anunciou hoje o fim de carreira e o início de uma nova etapa como treinador da equipa de sub-23 da ‘briosa’.

“O dia que os jogadores nunca querem chegou. Penso que este é o momento certo para colocar um ponto final na minha carreira como futebolista e passar a dedicar-me exclusivamente à minha recente carreira como treinador”, disse.

Em declarações aos jornalistas, Hugo Almeida disse que o final da carreira foi “uma decisão tomada e ponderada em conjunto com o presidente e a direcção” da Académica, à qual garantiu estar “muito grato”, adiantando que, a partir de hoje, passará a acompanhar as equipas de sub-23 e sub-13.

“Entendo que em defesa do grupo e da Académica esta é a opção que me deixa mais feliz e que vai ao encontro às minhas ambições”, frisou o antigo avançado do FC Porto e do Werder Bremen (Alemanha), que jogou em sete países europeus e foi internacional A pela selecção portuguesa, apontando 192 golos em 596 jogos da sua carreira.

Hugo Almeida iniciou a sua carreira profissional em 2002/2003 no União de Leiria, seguindo-se FC Porto, Werden Bremen, Besiktas, Cesena, Krasnodar, Anzhi, Hannover, AEK, Hadjuk Slipt e Académica.

“Tive o privilégio de jogar em países muçulmanos e em países em que o futebol é vivido com muita alegria e expectativa. E tive também treinadores como José Mourinho e Thomas Schaaf, que foram os que mais me marcaram”, sublinhou.

O presidente da Académica, Pedro Roxo, salientou que Hugo Almeida foi, durante muitos anos, um dos grandes embaixadores do futebol português.

“Tem uma carreira que fala por ele, e com a mesma humildade que chegou lá em cima veio para a Académica”, salientou o dirigente.

Sobre a passagem pela Académica, Hugo Almeida referiu que “foi muito positiva”, embora “infelizmente” o clube não tenha conseguido o objectivo de subir de divisão, não descartando essa possibilidade nesta época.

Pub

Leia também

Let’s Build Happiness – projecto de solidariedade

Pelo quarto ano consecutivo, a Escola Profissional da Figueira da Foz e o INTEP irão implementar o projecto de solidariedade social “Let's Build Happiness”. As...

Mar e regresso do ensino superior nas prioridades de Santana Lopes

O independente Pedro Santana Lopes tomou hoje posse como presidente da Câmara da Figueira da Foz, eleito pelo movimento “Figueira a Primeira”, e assumiu...

“Outono ao som dos cavaquinhos” no CAE e no Auditório Municipal

«Outono ao Som dos Cavaquinhos» é uma iniciativa do Grupo de Cavaquinhos «Acordes da Foz», que se realiza dias 9, 23 e 30 de Outubro,...

“Heróis da Fruta” para prevenir obesidade infantil também na Figueira

No distrito de Coimbra, 35 escolas já aderiram este ano lectivo ao projecto “Heróis da Fruta”, promovido desde 2011 pela Associação Portuguesa Contra a...

Prémio Nacional “Gandhi – Educação para a Cidadania” distingue também a Figueira

Realizou-se ontem no Centro Hindu em Lisboa, a cerimónia de entrega da primeira edição dos Prémios Gandhi - Educação para a Cidadania, sendo o...