Início Editorial Guida Cândido recebe prémio internacional de Literatura Gastronómica

Guida Cândido recebe prémio internacional de Literatura Gastronómica

O livro “Comer como uma Rainha – O receituário real do século XVI ao século XX”, de Guida Cândido, investigadora da Universidade de Coimbra (UC), foi distinguido com o prémio internacional de Literatura Gastronómica 2019.

O prémio foi entregue na passada Quarta-feira no Grémio Literário, em Lisboa, atribuído pela Academia Internacional de Gastronomia, em cerimónia presidida pelo Primeiro-Ministro.

Guida Cândido, natural de Coimbra e a residir na Figueira da Foz, formou-se em História de Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC), onde também concluiu o Mestrado em Alimentação: Fontes, Cultura e Sociedade com média final de 18.4 valores, o que lhe valeu a atribuição de uma Bolsa de Mérito do Ensino Superior.

A investigadora, que de acordo com a nota da UC consultou “fontes antigas” para estudar “os hábitos alimentares dos últimos cinco séculos em Portugal, fazendo uma contextualização histórica de alguns pratos icónicos que se destacaram no receituário português ao longo de diferentes épocas e reinados”, comentou à agência Lusa que o livro que daí resultou mostra “muito mais do que a gastronomia”.

“Comer como uma Rainha – O receituário real do século XVI ao século XX” analisa cinco períodos relativos a cinco rainhas distintas – Catarina de Áustria, Maria Francisca de Saboia, Maria Ana de Áustria, D. Maria I e D. Maria Pia – e inclui 50 receitas “adaptadas aos tempos actuais”, revelou.

“Não é exactamente o que comiam à época, porque isso é impossível de recriar, os produtos alteram-se e não podemos ter a veleidade de fazer receitas exactamente iguais. São receitas de acordo com o que se publicava à época, a cozinha é dinâmica”, frisou Guida Cândido.

Para além da investigação realizada, a autora também cozinha, compõe e fotografa os pratos que apresenta no livro, mesmo se garante que não é cozinheira ou “chef”.

“Nunca fugindo do rigor da investigação académica, quero atingir um público mais vasto. Agrada-me a estética e a fotografia sou eu que faço, porque é mais prático, a composição também e tenho gosto em cozinhar, sou eu que cozinho a maioria das receitas. E se eu consigo, toda a gente consegue, é uma cozinha que todos podemos praticar”, sublinhou Guida Cândido.

Este é o terceiro prémio conquistado por um livro de Guida Cândido, depois de duas anteriores distinções do seu livro “Cinco Séculos à Mesa – 50 receitas com História”, distinguido com o Best Gourmand Awards e Livro do Ano Cookbook Fair 2017.

Pub

Leia também

Dez de Agosto faz hoje 140 anos

Em tempos de pandemia, a programação é online, segundo apurou "O Figueirense". Conforme refere o programa comemorativo destes 140 anos da Sociedade Filarmónica Dez de Agosto, é...

João Ribeiro destaca-se nos nacionais de canoagem com os títulos em K1 200 e 500

O canoísta olímpico João Ribeiro conquistou ontem os títulos nacionais de velocidade em K1 200 e 500 metros, distância na qual venceu...

Portugueses são dos europeus que demonstram maior vontade em vacinar-se

Os portugueses são dos europeus que demonstram maior vontade em vacinar-se contra a covid-19, com um em cada quatro a manifestar essa...

“Há Cinema na Freguesia” – clássicos de comédia portuguesa vão ser exibidos em várias freguesias da Figueira

Foi esta manhã apresentado, em conferência de imprensa, no Salão Nobre dos Paços do Município, pelo Presidente da autarquia, Carlos Monteiro, o...

Apanhado o suspeito por danos patrimoniais no mural de Buarcos

Na sequência de denúncia apresentada pelo autarca da Junta da Freguesia de Buarcos/São Julião, recebida pela PSP da Figueira da Foz no dia...