Início Local Casa florestal da Figueira reabriu novo concurso para exploração turística

Casa florestal da Figueira reabriu novo concurso para exploração turística

A Turismo Fundos lançou hoje novos concursos para a reabilitação e exploração turística de uma antiga casa florestal na Figueira da Foz e duas estações ferroviárias desactivadas no Alentejo, cujos anteriores ficaram desertos por desistência dos adjudicatários.

Segundo um comunicado da Turismo Fundos, o imóvel na região Centro é a Casa Florestal de Sul, na Mata Nacional da Fôja, da Figueira de Foz, enquanto as antigas estações são as de Sousel, no distrito de Portalegre, e de Represas, no concelho de Beja.

Os concursos, no âmbito do Revive Natureza, visam a atribuição de direitos de exploração turística destes três imóveis, depois de os que decorreram em 2021 terem ficado desertos, por desistência dos respectivos adjudicatários, adiantou.

Para o concurso referente à Casa Florestal de Sul, os interessados devem apresentar as suas candidaturas até ao dia 18 de Outubro deste ano.

Já os interessados nos concursos para a atribuição dos direitos de exploração turística das estações ferroviárias desactivadas têm que se candidatar até 17 de Novembro deste ano.

A Turismo Fundos indicou que, dos 34 concursos lançados e já encerrados, respeitantes a 36 imóveis que integram este fundo, sobretudo, antigos postos fiscais e casas de guardas-florestais, foram analisadas 417 candidaturas, encontrando-se os imóveis adjudicados, dos quais seis já têm contractos celebrados.

A única excepção é a Casa Florestal de Sul, cujo concurso foi agora reaberto, assinalou.

Quanto às estações ferroviárias, salientou a Turismo Fundos, já foram lançadas duas fases de concursos relativos a 18 imóveis deste género, das quais duas já se encontram adjudicadas.

O fundo destacou que está também a decorrer, até ao próximo dia 21 de Setembro, o prazo para apresentação de candidaturas aos 10 concursos para a atribuição de direitos de exploração das 12 estações ferroviárias.

Os direitos de uso destes imóveis foram transferidos para o Fundo Revive Natureza, após a celebração de protocolo com a IP Património, acrescentou.

Pub

Leia também

Suspeito de furto com mandado de detenção europeu em prisão preventiva

Um homem de nacionalidade estrangeira, suspeito do furto de equipamentos electrónicos num estabelecimento comercial da Figueira da Foz, ficou em prisão preventiva dado sobre...

Clube reproduz capa de “A Valsa dos Detectives” dos GNR para ajudar Unicef

O clube de coleccionismo de arte ‘online’ Rastro, sediado na Figueira da Foz, reproduziu em 100 serigrafias a capa do vinil “A Valsa dos...

Santana Lopes assume que não vai adquirir Cabo Mondego devido a suspeições

O presidente da Câmara da Figueira da Foz assumiu hoje que não vai adquirir o Cabo Mondego, cujo negócio estava acertado por 2,1 milhões...

Banda Os Quatro e Meia actua no fim de ano da Figueira da Foz

A festa de Fim de Ano na Figueira da Foz vai contar com o habitual espectáculo de fogo de artifício e a actuação da...

Ginásio conquista prata e bronze na regata “Aerobic Monsters”

O Clube Naval Infante D. Henrique organizou no sábado, dia 3, a Regata Internacional “Aerobic Monsters”, exclusiva para embarcações skiff, na qual participaram quatro...