Início Nacional SNS já está a ser reforçado para o inverno

SNS já está a ser reforçado para o inverno

O secretário de Estado da Saúde afirmou hoje que já está em curso a preparação do plano para o inverno, com o reforço de recursos humanos, da capacidade instalada dos hospitais, da vacinação e da rede de testagem.

“Sobre a preparação do plano para o inverno, esses recursos humanos já estão a ser contratados e vão, com certeza, continuar a ser contratados de acordo com as necessidades”, disse António Lacerda Sales.

Durante a habitual conferência de imprensa sobre a pandemia da covid-19 em Portugal, o secretário de Estado adiantou que até à semana passada o Serviço Nacional de Saúde tinha sido reforçado com 3.894 profissionais, entre médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e operacionais, desde que surgiram os primeiros casos em Portugal, no início de Março.

Além do reforço de recursos humanos, a preparação do plano para o inverno passa também pela aposta na capacidade instalada dos hospitais e agrupamentos de centros de saúde, em particular das unidades de cuidados intensivos.

“Temos como objectivo, até ao final do ano, as 9,3 camas por 100 mil habitantes, o que exigirá entre cerca de 930 a 1.000 camas de cuidados intensivos”, precisou.

António Lacerda Sales recordou ainda o reforço da vacinação, referindo o aumento de 600 mil doses, e sublinhou também a intenção do Governo em aumentar a capacidade de testagem para a covid-19, através da expansão da rede no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Segundo o secretário de Estado, estão também a ser lançados diferentes concursos públicos para equipamentos de protecção individual, zaragatoas, medicamentos e reagentes.

Além das medidas de reforço, o Governo tem-se reunido com os conselhos de administração dos diferentes hospitais no sentido de rever os respectivos planos de contingência.

“Este plano terá, dia após dia, uma concretização maior, sabendo que, além da implementação deste plano, teremos que estar a responder permanentemente a uma retoma da actividade assistencial”, sublinhou, acrescentado que essa actividade terá de se manter mesmo durante uma eventual segunda onda da doença.

Portugal regista hoje mais duas mortes e 306 novos casos de infecção por covid-19 em relação a domingo, 254 dos quais na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim diário da Direcção-Geral de Saúde (DGS).

De acordo com o boletim, desde o início da pandemia até hoje registam-se 46.818 casos de infecção confirmados e 1.662 mortes.

Em termos percentuais, nas últimas 24 horas o aumento de óbitos foi de 0,1% (passou de 1.660 para 1.662) e o de casos confirmados 0,7% (de 46.512 para 46.818).

Pub

Leia também

Dia Nacional das Colectividades: As Mulheres no Associativismo

A Câmara da Figueira da Foz vai assinalar no sábado o Dia Nacional das Colectividades 2022, no Auditório Municipal do Museu Dr. Santos Rocha,...

Cláudia Andrade nas “5as de Leitura”

No dia 26 de Maio, pelas 21h30, a Sala de Leitura da Biblioteca Municipal vai receber mais uma sessão da iniciativa de promoção e...

Sub-16 do Ginásio na Final da Zona Norte da Taça Nacional

A equipa sub-16 (juvenis) do Ginásio Clube Figueirense derrotou o Olivais duas vezes para conseguir avançar para a Final da Zona Norte da Taça...

Esplanadas deixam de pagar taxas

A Câmara Municipal da Figueira da Foz, sob proposta do presidente, Pedro Santana Lopes, deliberou, por unanimidade, votar favoravelmente, a isenção de taxas de...

Apesar de leve, covid aumenta números na Figueira

O Hospital Distrital da Figueira da Foz (HDFF) detectou, na última semana, através de testes, uma média diária de 21 casos positivos de covid-19,...