Início Nacional Marcelo Rebelo de Sousa já lamentou o "grave acidente"

Marcelo Rebelo de Sousa já lamentou o “grave acidente”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou hoje o “grave acidente” ferroviário na zona de Soure, do qual resultaram dois mortos, e disse que aguardará “os resultados das investigações técnicas e judiciais”.

“O Presidente da República lamenta o grave acidente ferroviário desta tarde na Linha do Norte, de cujos detalhes foi informado pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos”, lê-se numa nota divulgada no ‘site’ da Presidência.

Marcelo Rebelo de Sousa apresenta “sentidas condolências aos familiares e amigos das vítimas mortais” e deseja “rápidas melhoras aos numerosos feridos, aguardando os resultados das investigações técnicas e judiciais”.

Um descarrilamento de um comboio Alfa Pendular, no concelho de Soure, fez hoje dois mortos, seis feridos graves e 19 feridos ligeiros.

O comboio seguia no sentido sul-norte e o descarrilamento ocorreu após o embate entre o Alfa Pendular e uma máquina de trabalho, tendo o alerta sido dado às 15:30, segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC).

O Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF) vai investigar o descarrilamento do Alfa, e a equipa de investigação já está a caminho do local para dar início às investigações e apurar as circunstâncias em que se deu o acidente.

Em declarações à RTP3, o Presidente da República admitiu visitar os feridos que estiverem hospitalizados em Coimbra, sublinhando que “o mais importante é estar com os familiares daqueles que faleceram e estar com os feridos, nomeadamente mais graves, e os seus familiares”.

O Presidente da República, que se encontra no Algarve, disse que no sábado irá marcar presença, em Cuba, no distrito de Beja, no funeral do bombeiro que faleceu na sequência de ter ficado ferido no combate a um incêndio em Castro Verde, admitindo, durante a tarde, visitar os feridos deste acidente, em Coimbra.

O chefe de Estado registou “a forma como a Câmara de Soure actuou no sentido de criar condições para acolhimento temporário dos muitos passageiros do comboio”, bem como “a rapidez com que foi instaurado um inquérito” às causas do acidente.

“Com grande rapidez houve a preocupação de ter a estrutura competente para inquirir o que se passou no terreno, e que há a preocupação naturalmente de apurar aquilo que se passou, para além do que já se sabe, da colisão que houve e daquilo que antecedeu essa colisão, mas o apuramento que está em curso é importante, nomeadamente porque envolveu um número muito elevado de portugueses”, disse.

Foto: Lusa – Paulo Cunha

Pub

Leia também

Governo procura “soluções alternativas” para impedir concentrações à porta de escolas

Na conferência de imprensa de acompanhamento da pandemia da covid-19, Marta Temido declarou que “os vários setores do Governo que se defrontam...

Figueira da Foz é cidade há 138 anos

Hoje comemora-se o 138.º aniversário da elevação da Figueira da Foz a cidade, com o hastear da bandeira do município no edifício...

Mau Tempo: Mais de 150 ocorrências entre as 08:00 e as 17:00

A Proteção Civil registou 150 ocorrências devido ao mau tempo, com Leiria, Coimbra, Porto e Lisboa a serem os distritos mais afetados,...

Figueira ganha prémio nacional da Mobilidade em Bicicleta

O Município da Figueira da Foz foi galardoado com o prémio nacional da mobilidade em bicicleta 2020, na categoria de Autarquias e...

Pais contra as mudanças de sala dos alunos

Os pais e encarregados de educação da turma 1, do 6.º ano de escolaridade da Escola Dr. João de Barros da Figueira...