Início Nacional Mais de 90% dos portugueses dizem usar sempre máscara quando saem de...

Mais de 90% dos portugueses dizem usar sempre máscara quando saem de casa

Mais de 90% dos portugueses inquiridos num estudo sobre a covid-19 referiram usar sempre máscara quando saem de casa e 88% dizem sentir confiança nos profissionais de saúde.

O estudo que pretende auscultar as opiniões e captar as percepções da população portuguesa sobre a pandemia de covid-19 com enfoque no seu impacto no acesso a cuidados de saúde foi divulgado hoje na apresentação do Movimento Saúde em Dia, uma iniciativa da Ordem dos Médicos e da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares.

Os dados preliminares foram apresentados por Francisca Azevedo, directora executiva da GFK Metris, e apontam que 94% dos portugueses dizem “que usam sempre a máscara assim que saem de casa”.

“Efectivamente os portugueses de uma forma genérica até estão a cumprir com as normas e com as directrizes que são passadas e que vão ser reforçadas” também com a campanha hoje apresentada “Saúde em dia – não mascare a saúde”, disse Francisca Azevedo.

O estudo pretendeu apurar a “importância percepcionada do tema pandemia covid-19, bem como o nível de informação que têm sobre a mesma” e os comportamentos adoptados no dia-a-dia (lavar as mãos com frequência, uso da máscara, manter a distância de segurança, evitar locais com muita gente, isolamento social).

A investigação visou ainda avaliar o impacto da pandemia (diminuição dos rendimentos, risco para a saúde, limitação ao acesso a cuidados de saúde) e a “segurança/insegurança no acesso a cuidados de saúde” e os seus motivos: “sinto confiança para receber cuidados de saúde num hospital público”, “no meu Centro de Saúde/ Unidade de Saúde Familiar”, para “me deslocar a uma farmácia para comprar medicamentos”.

Pretendeu ainda quantificar até que ponto os portugueses deixaram, ou não, de aceder a cuidados de saúde durante a pandemia (sendo feita uma distinção entre doentes crónicos e doentes não crónicos) e saber a opinião dos portugueses sobre a actuação de entidades e sectores durante a pandemia.

Este conhecimento será partilhado e analisado em 22 de Setembro, numa reunião de peritos, sendo o objectivo “promover a reflexão sobre o conhecimento adquirido e os desafios dos sistemas de saúde, por forma a desenvolver propostas efectivas”.

A informação foi recolhida através de entrevistas directas e pessoais, em total privacidade, com base num questionário estruturado, elaborado pela equipa do projecto e pela GfK Metris.

Os trabalhos de campo decorreram entre os passados dias 28 de Agosto e 07 de Setembro e foram realizados por entrevistadores recrutados e treinados pela GfK Metris, que receberam uma formação adequada às especificidades deste estudo.

O universo é constituído por indivíduos com 18 e mais anos, residentes em Portugal, numa amostra de 1.000 indivíduos, proporcional à população portuguesa, sendo a margem de erro de 3,1% para um intervalo de confiança de 95%.

Os dados serão ponderados para o universo da população em estudo, 8.251 milhões de indivíduos.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 893.524 mortos e infectou mais de 27,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.846 pessoas das 60.895 confirmadas como infectadas, de acordo com o boletim mais recente da Direcção-Geral da Saúde.

Pub

Leia também

Hospital da Figueira da Foz entrou na última fase do Plano de Contingência

O Hospital Distrital da Figueira da Foz (HDFF), está na última fase do seu Plano de Contingência e caminha para o limite de resposta,...

Cadáver foi resgatado do estuário do Mondego na Figueira da Foz

Um cadáver foi resgatado hoje da água no estuário do rio Mondego, na Figueira da Foz, informou o Comando Distrital de Operações de Socorro...

Figueira tem 554 casos activos – 184 novos casos registados desde sábado

O concelho da Figueira da Foz registou hoje 40 novos casos de pessoas infectadas com covid-19, totalizando o número de casos registados desde Março...

Forças policiais passam a estar mais visíveis nas vias públicas

As forças de segurança vão ter mais visibilidade na via pública e reforçar a sua acção fiscalizadora por determinação do Governo que decidiu reforçar...

Centro Hospitalar de Coimbra muito perto de atingir o limite de capacidade

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) está prestes a atingir a lotação de camas em enfermaria e unidade de cuidados intensivos para...