Início Regional Covid-19: Idosos podem recorrer à linha SOSolidão para aliviar efeitos do confinamento

Covid-19: Idosos podem recorrer à linha SOSolidão para aliviar efeitos do confinamento

A Fundação Bissaya Barreto, sediada em Coimbra, criou uma linha telefónica de âmbito nacional para apoiar as pessoas mais idosas neste período de pandemia da covid-19, designada de SOSolidão, que funciona com profissionais da área da psicologia.

Em declarações à agência Lusa, a assessora do sector social da instituição, Fátima Mota, disse que se trata de uma linha “gratuita e confidencial”, que entrou em funcionamento na terça-feira e que funciona de segunda a sexta-feira, das 10:00 às 17:00.

“A circunstância de todos nós termos de estar confinados ao nosso espaço, às nossas casas, e muito em especial as pessoas mais velhas, com os riscos que correm com a covid-19, agrava esses sentimentos de insegurança, medo angústia e solidão”, salientou.

Segundo Fátima Mota, “é exactamente porque as pessoas estão neste momento mais sozinhas e mais expostas a um elevado stress” que a instituição avançou para a criação da linha, cujo atendimento é efectuado por profissionais.

“Quando todos os dias se fala no número de mortos em Portugal, aquilo que se diz a seguir é que determinada percentagem, que é sempre elevada, são idosos, e isso provoca imenso receio e medo nas pessoas”, sublinhou.

A assessora social da Fundação Bissaya Barreto considera que o apoio telefónico pretende fazer “uma companhia ativa e ajudar as pessoas a minimizar os efeitos da solidão a que, neste momento, estão particularmente sujeitas”, em articulação com a linha SOS Pessoa Idosa”, criada anteriormente pela instituição.

A linha SOSolidão (800 91 29 90) vai estar em funcionamento enquanto vigorar o período de pandemia da covid-19, mas poderá continuar “caso se justifique”.

Desde que entrou em funcionamento, tem recebido chamadas encaminhadas “do SNS 24, 112 e de outras linhas a pedirem apoio”.

“A esperança e o desejo que nós temos é chegar mais próximo destas pessoas que estão sozinhas”, frisou Fátima Mota.

Pub

Leia também

3ª edição do Festival CriaSons no CAE

No dia 5 de Fevereiro, pelas 21h30, o Centro de Artes e Espectáculos apresenta um concerto inserido na 3ª edição do Festival CriaSons, com...

Figueira da Foz recebeu parceiros da CircularNet

No passado dia 25 de Janeiro, teve lugar no Centro de Artes e Espectáculos, a reunião da rede CircularNet - Plataforma para a Circularidade:...

Hospital da Figueira da Foz investe mais de 10 milhões de euros

O Hospital Distrital da Figueira da Foz (HDFF) tem em marcha um investimento superior a 10 milhões de euros para a ampliação das instalações...

Escola EB 2/3 Dr. João de Barros promoveu sessões de leitura

No passado dia 25 de Janeiro, a biblioteca da Escola EB 2/3º Ciclos Dr. João de Barros serviu como espaço de incentivo e promoção...

Médicos do Centro consideram urgente avançar com nova maternidade em Coimbra

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) considerou hoje urgente dar prioridade à construção da nova maternidade de Coimbra anunciada para...