Início Regional Bispo de Coimbra diz que os jovens estão “cansados de esperanças sem...

Bispo de Coimbra diz que os jovens estão “cansados de esperanças sem fundamento”

O bispo de Coimbra, Virgílio Antunes, disse que os jovens estão “cansados de esperanças sem fundamento” e mais abertos à espiritualidade e ao anúncio do Evangelho do que anteriores gerações.

 Para Virgílio do Nascimento Antunes, as actuais gerações “estão relativamente insatisfeitas”, além de assumirem “uma atitude de procura de respostas na espiritualidade, porventura em Deus”.

O responsável máximo da diocese de Coimbra falava na Casa Episcopal, nesta cidade, num encontro com os jornalistas em que foi apresentado o Plano Pastoral para o triénio 2021-2024.

A concretização do Plano Pastoral, envolvendo os jovens, constitui “uma grande oportunidade para a proposta da fé”, que deve assentar “na vida da comunidade cristã”, afirmou.

As novas gerações, em geral, mais do que seus pais ou avós, revelam “uma capacidade de abertura a outras realidades, que pode ser também um desejo forte de mudança e de dar este passo da novidade” em diferentes níveis, sublinhou.

Segundo o prelado, os jovens evidenciam hoje “conhecimento das diversas fragilidades do mundo” e mais receptivos à participação “numa oportunidade de verdadeira novidade”.

Face a uma “diminuta dimensão espiritual” da vida colectiva no século XXI, “os jovens são a possibilidade da revelação”, acentuou Virgílio Antunes, que corroborou “a exortação apostólica do papa Francisco”, que valoriza “a alegria do Evangelho” numa “sociedade com uma acentuada secularização”.

Na sua opinião, é preciso “fazer renascer e aumentar esperança numa Humanidade mais saudável e unida”, cabendo à Igreja de Roma “uma missão muito importante a desempenhar” a este nível.

“Temos de procurar ir ao encontro dos jovens com uma proposta global. É uma oportunidade que não podemos desperdiçar”, defendeu o bispo de Coimbra.

Na sessão, intervieram ainda o vigário episcopal para a pastoral, Manuel Carvalheiro, um membro do Conselho Pastoral Diocesano, Ana Filipa Santos, e a médica Sílvia Monteiro, a quem coube coordenar as intervenções.

Foto: Agência ECCLESIA

Pub

Leia também

Câmara da Figueira da Foz diz que “clima de insegurança” em zona de bares “não pode continuar”

A Câmara Municipal da Figueira da Foz considera que “o clima de insegurança” numa zona de bares da cidade onde hoje de madrugada se...

PSP investiga tiroteio e agressões na madrugada de hoje na Figueira da Foz

A PSP da Figueira da Foz está a investigar um tiroteio, ocorrido na madrugada de hoje, cerca das 3 horas, na zona turística do...

“O planeta está a aquecer e a principal responsabilidade é nossa”, apela Dr.º Carlos Fiolhais

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra promoveu esta semana uma palestra online sob o tema das alterações climáticas, integrada no ciclo de conferências...

Ilustrações de Marta Monteiro no CAE até Dezembro

A ilustração da artista plástica Marta Monteiro estará em exposição no Centro de Artes e Espectáculos até dia 12 de Dezembro, em mais uma...

“Onde nos levará a Genética?” – palestra Rotary

A investigadora figueirense Sílvia Curado vai estar em directo hoje, a partir de Nova Iorque, com o Rotary Club da Figueira da Foz, numa...