Início Regional Oitenta e dois médicos iniciam especialidade em medicina familiar na região Centro

Oitenta e dois médicos iniciam especialidade em medicina familiar na região Centro

Oitenta e dois médicos iniciaram hoje a especialidade em medicina geral e familiar (MGF) nas unidades de saúde familiar e de cuidados de saúde personalizados da região Centro, anunciou a Administração Regional de Saúde (ARS).

Numa nota enviada hoje à agência Lusa, a ARS do Centro (ARSC) afirma que estes profissionais de saúde, mais 22 do que no ano transacto, “vêm dar continuidade ao trabalho” que tem sido desenvolvido na região, na “área da formação pós-graduada técnico-científica, no reforço das equipas e na criação de condições para se renovar, progressivamente, os médicos de família que se aposentaram”.

O internato médico realiza-se após a licenciatura em medicina e corresponde a “um processo único de formação médica especializada teórica e prática”, para “habilitar o médico ao exercício tecnicamente diferenciado na respectiva área profissional de especialização”.

Após a conclusão do curso de medicina, os médicos candidatam-se a um concurso nacional para admissão no internato médico, que se “destina à escolha dos locais e das áreas de formação (especialidades)” e que tem a duração de quatro anos.

Na sessão de boas-vindas aos futuros médicos de família, hoje na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, o vice-presidente da ARS do Centro, João Rodrigues, destacou a “importância do acordo alargado existente” entre o Colégio de Medicina Geral e Familiar da Ordem dos Médicos, a Coordenação do Internato de MGF da Região Centro e a ARSC.

O acordo visa “qualificar as unidades formativas” – unidades de saúde familiar e de cuidados de saúde personalizados – e a criação da “comunidade das unidades formativas por centro de saúde”.

Esta qualificação “criará condições para a discussão, em equipa, da prescrição de medicamentos e de casos clínicos”.

“Podemos melhorar muito o internato na região Centro, o que já começámos a fazer com reuniões prévias de preparação deste ano”, sustentou, durante a mesma sessão, João Rodrigues, citado pela ARSC.

Organizada pela Coordenação de Internato MGF da Zona Centro, a recepção aos novos médicos internos decorreu hoje, com a apresentação de temas ligados à organização, formação e actividades no âmbito do internato médico em medicina geral familiar e a apresentação dos médicos internos e respectivos orientadores.

Pub

Leia também

Figueira ganha prémio nacional da Mobilidade em Bicicleta

O Município da Figueira da Foz foi galardoado com o prémio nacional da mobilidade em bicicleta 2020, na categoria de Autarquias e...

Pais contra as mudanças de sala dos alunos

Os pais e encarregados de educação da turma 1, do 6.º ano de escolaridade da Escola Dr. João de Barros da Figueira...

Mais de 300 médicos de família ainda não foram colocados

Mais de um mês após o lançamento do concurso para colocação dos 365 médicos de família, os especialistas continuam sem trabalhar numa...

Protecção Civil emite recomendações para próximos dias de mau tempo

A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) emitiu hoje recomendações para as próximas 48 horas devido às previsões de chuva...

Chuva regressa na quinta-feira

A chuva deverá regressar na quinta-feira a Portugal, prevendo-se uma descida gradual de temperatura e aguaceiros, que poderão ser acompanhados de trovoada,...