Início Política Médicos do Centro condenam fim total das receitas em papel

Médicos do Centro condenam fim total das receitas em papel

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) condenou hoje a decisão do Ministério da Saúde e dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) de acabarem com as receitas médicas em papel.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da SRCOM, Carlos Cortes, criticou a “insensibilidade” da tutela e o desconhecimento sobre as dificuldades existentes para a desmaterialização total das receitas médicas a partir de Março de 2020.

O presidente da SRCOM frisa que a “Ordem defende a desmaterialização, mas que tem de olhar para as excepções que sempre existiram e que foram atendidas até ao momento”.

A SRCOM apela ao Ministério da Saúde e ao SPMS a “voltar atrás e a manter as excepções, que é preciso atender, pois não se pode permitir que se criem dificuldades no acesso dos doentes” aos cuidados médicos.

Pub

Leia também

Câmara da Figueira vai ser iluminada de azul em prol de campanha europeia

A fachada da Câmara Municipal da Figueira da Foz vai ser iluminada, amanhã, dia 24 de Outubro, com a cor oficial das...

Uso de máscara vai ser obrigatório a partir de hoje

O parlamento aprovou hoje um projecto-lei do PSD que impõe o uso obrigatório de máscara em espaços públicos durante pelo menos três...

Viagens entre concelhos vão ficar suspensas

A partir da meia noite do dia 30 de Outubro até às 23h59 do dia 3 de Novembro vai ser proibida a...

IPMA: Sismo de magnitude que foi registado não deverá ter réplicas

O sismo de magnitude 3,8 (valor actualizado posteriormente) na escala de Richter que foi sentido hoje ao final da manhã em vários...

63 casos activos de Covid – 19 no Concelho da Figueira

O concelho da Figueira regista hoje, segundo dados apurados junto do delegado de saúde local, 63 casos activos de Covid-19.