Início Nacional Concurso de 68,5ME para modernizar Linha do Oeste lançado ainda este mês...

Concurso de 68,5ME para modernizar Linha do Oeste lançado ainda este mês – IP

A Infraestruturas de Portugal (IP) deverá lançar ainda este mês um concurso de 68,5 milhões de euros para modernizar parte da Linha do Oeste (Sintra-Figueira da Foz), disse hoje à Lusa fonte oficial da empresa.

A fonte afirmou que “até ao final deste mês” é lançado o concurso público de 68,5 milhões de euros para obras de modernização e eletrificação da linha entre Sintra e Torres Vedras, no distrito de Lisboa.

Aguardado há décadas e várias vezes adiado, o projeto de modernização da linha centenária está orçado num total de 112,4 milhões de euros e vai ser dividido em duas empreitadas, Mira Sintra/Meleças (Sintra)-Torres Vedras e Torres Vedras-Caldas da Rainha.

O projeto incide em 87 dos 200 quilómetros da Linha do Oeste, englobando a eletrificação e duplicação da via, a retificação de curvas, a criação de variantes ao traçado atual, a supressão de passagens de nível e a sua substituição por passagens superiores ou inferiores à linha férrea e instalação de sinalização nas estações e apeadeiros.

A empreitada, com duração de 18 meses após consignação, é em grande parte financiada por fundos comunitários e atravessa os concelhos de Sintra, Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Cadaval (distrito de Lisboa), Bombarral, Óbidos e Caldas da Rainha (Leiria).

O Plano de Investimentos para a Ferrovia 2020 prevê a conclusão das obras durante o ano de 2020, mas estão em atraso.

O concurso público está para ser lançado desde 2017.

Numa portaria publicada hoje em Diário da República, os secretários de Estado do Orçamento e das Infraestruturas autorizam a Infraestruturas de Portugal a proceder à repartição de encargos da primeira empreitada – a que está orçada em 68,5 milhões de euros.

Os custos vão ser repartidos entre 2020 (cerca de 2,7 milhões de euros), 2021 (35,6 milhões de euros) e 2022 (30,1 milhões de euros).

Dos 68,5 milhões de euros, o Estado entra com 42 milhões de euros.

Pub

Leia também

Empresa Ernesto Morgado completa 100 anos

Com um século de vida, esta empresa figueirense é a mais antiga do ramo em Portugal. “Desde 1920, produzimos arroz com a...

Covid-19: Hospitais de Coimbra criam sistema que faz chegar mensagens de apoio a doentes internados

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lançou a iniciativa "Mensagem H2 - MSH2", que consiste em fazer chegar a cada...

PSP intercepta duas pessoas na Figueira da Foz suspeitas de burla no Luxemburgo

A PSP localizou e interceptou um homem e uma mulher, na Figueira da Foz, suspeitos de serem autores de várias burlas e...

Covid-19: Ministra da Saúde diz que DGS teve parecer positivo para uso generalizado de máscaras

A ministra da Saúde anunciou ontem, em entrevista à RTP1, que a Direcção-geral da Saúde pediu um parecer sobre o uso generalizado...

Covid-19: DGS alerta para uso indevido de luvas porque pode potenciar contágio

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) considerou hoje que o uso de luvas na rua pode ser “contraproducente e dar uma falsa sensação...