Início Nacional Concurso de 68,5ME para modernizar Linha do Oeste lançado ainda este mês...

Concurso de 68,5ME para modernizar Linha do Oeste lançado ainda este mês – IP

A Infraestruturas de Portugal (IP) deverá lançar ainda este mês um concurso de 68,5 milhões de euros para modernizar parte da Linha do Oeste (Sintra-Figueira da Foz), disse hoje à Lusa fonte oficial da empresa.

A fonte afirmou que “até ao final deste mês” é lançado o concurso público de 68,5 milhões de euros para obras de modernização e eletrificação da linha entre Sintra e Torres Vedras, no distrito de Lisboa.

Aguardado há décadas e várias vezes adiado, o projeto de modernização da linha centenária está orçado num total de 112,4 milhões de euros e vai ser dividido em duas empreitadas, Mira Sintra/Meleças (Sintra)-Torres Vedras e Torres Vedras-Caldas da Rainha.

O projeto incide em 87 dos 200 quilómetros da Linha do Oeste, englobando a eletrificação e duplicação da via, a retificação de curvas, a criação de variantes ao traçado atual, a supressão de passagens de nível e a sua substituição por passagens superiores ou inferiores à linha férrea e instalação de sinalização nas estações e apeadeiros.

A empreitada, com duração de 18 meses após consignação, é em grande parte financiada por fundos comunitários e atravessa os concelhos de Sintra, Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Cadaval (distrito de Lisboa), Bombarral, Óbidos e Caldas da Rainha (Leiria).

O Plano de Investimentos para a Ferrovia 2020 prevê a conclusão das obras durante o ano de 2020, mas estão em atraso.

O concurso público está para ser lançado desde 2017.

Numa portaria publicada hoje em Diário da República, os secretários de Estado do Orçamento e das Infraestruturas autorizam a Infraestruturas de Portugal a proceder à repartição de encargos da primeira empreitada – a que está orçada em 68,5 milhões de euros.

Os custos vão ser repartidos entre 2020 (cerca de 2,7 milhões de euros), 2021 (35,6 milhões de euros) e 2022 (30,1 milhões de euros).

Dos 68,5 milhões de euros, o Estado entra com 42 milhões de euros.

Leia também

Universidade de Coimbra apresenta coleção de culturas de bactérias com a indústria na mira

A coleção de culturas de bactérias da Universidade de Coimbra, a primeira registada e reconhecida pela Federação Mundial de Coleções de Cultura,...

Eleições: Assunção Cristas declara-se “absoluta fã” da economia do mar

A líder do CDS-PP Assunção Cristas declarou-se hoje "absoluta fã" da economia do mar e enalteceu uma parceria em curso, na Figueira...

Música, teatro e cinema no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra, até final do ano

O Festival de Blues e o Clube de Leitura Teatral são dois dos projetos para o último trimestre deste ano no Teatro...

Incêndios: PJ detém ex-bombeiro suspeito de atear fogo em Condeixa-a-Nova

Um antigo bombeiro de 28 anos, atualmente desempregado, foi detido pela Polícia Judiciária de Coimbra pela suspeita de ter ateado um incêndio...

Câmara de Coimbra investe 6,8 milhões de euros na Educação

A Câmara de Coimbra vai investir em Educação, neste ano letivo, no âmbito do Programa Municipal de Ação Social Escolar (ASE), cerca...