Início Economia Região de Coimbra aprova medidas de eficiência energética

Região de Coimbra aprova medidas de eficiência energética

Os municípios da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra aprovaram 24 medidas de eficiência energética para implementar no território, dada a importância da redução do consumo de energia.

O guião inclui as principais medidas de eficiência no consumo energético e está dividido em componentes de gestão municipal: edifícios, monumentos, espaços públicos e equipamentos municipais, iluminação pública, contexto laboral e sensibilização.

A comunidade intermunicipal explicou também que o projecto vai permitir às câmaras da Região de Coimbra um ajustamento das medidas a cada uma das realidades municipais.

De acordo com o presidente da Região de Coimbra, Emílio Torrão, já estão “em curso” diversas iniciativas de melhoria de eficiência energética a nível local, que têm possibilitado uma diminuição de consumos.

“Este guião vem reforçar e garantir uma maior eficiência e sustentabilidade energética para todos os concelhos, de forma a mitigar efeitos provocados pela crise energética na Europa e pela seca extrema sentida no país”, sublinhou Emílio Torrão.

Considerando o aumento dos preços energéticos que também está a ter impactos generalizados, desde a grande indústria às pequenas e médias empresas, a Região de Coimbra propôs ao Governo que sejam “criadas condições para evitar uma interrupção de produção face aos aumentos e uma consequente rotura estrutural com impacto directo nos preços dos bens e serviços e nas famílias”.

“As PME (pequenas e médias empresas) e a grande indústria estão a passar por uma fase complicada, porque os preços de energia estão a ficar incomportáveis. Tem de existir uma redução dos preços de energia o mais rápido possível, para que a região e o país não percam ainda mais força económica”, frisou Emílio Torrão.

Por isso, os autarcas apelaram à redução da taxa do Imposto sobre Valor Acrescentado (IVA) na fatura da electricidade, para 6%, direccionado à iluminação pública, sector do turismo, sector de comércio e serviços e de aplicação à comunidade escolar.

Pediram ainda que sejam criados “apoios directos e imediatos ao tecido empresarial e, principalmente, ao sector industrial, desburocratizando a concessão de apoios sem sujeição a pedidos de subvenções, direccionados para a redução da factura de energia, incentivo à produção de energia para autoconsumo e adopção de equipamentos energeticamente mais eficientes, no âmbito da sustentabilidade produtiva, competitividade empresarial e consecutiva liquidez e emprego das famílias”.

Integram a CIM da Região de Coimbra os municípios de Arganil, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz, Góis, Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e Vila Nova de Poiares, do distrito de Coimbra, e Mealhada e Mortágua, dos distritos de Aveiro e de Viseu, respetivamente.

Pub

Leia também

Câmara Municipal intenciona intervenção no Largo de Santo António

O presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, Santana Lopes, realizou recentemente uma visita ao largo de Santo António com o objectivo de...

Forte de Santa Catarina recebe XII Feira Medieval Infante Dom Pedro

Entre os dias 6 e 9 de Abril, o Forte de Santa Catarina será ocupado pela animação da tradicional XII Feira Medieval Infante Dom...

Torneio de basquetebol 3×3 contou com 120 alunos

A Escola de Ensino Básico João de Barros promoveu um torneio de basquetebol 3x3 no início desta semana, desta vez com alunos do 5.º...

Naval recebe alunos de Erasmus da Bernardino Machado

Na semana passada a Naval Remo recebeu a visita de alunos de Erasmus da Escola Secundária Bernardino Machado, proporcionando actividades de canoagem a alunos...

“5as de Leitura” convidam Carlos Tê

Hoje, pelas 21h30, a iniciativa de promoção e incentivo à leitura "5as de Leitura" vai ser realizada na Sala de Leitura da Biblioteca Municipal...