Início Local Municípios avançam com Ciclovia do Mondego para ligar Coimbra à Figueira da...

Municípios avançam com Ciclovia do Mondego para ligar Coimbra à Figueira da Foz

Os municípios de Coimbra, Montemor-o-Velho e Figueira da Foz assinaram hoje um contracto para a Comunidade Intermunicipal avançar com a Ciclovia do Mondego, intervenção de 3,5 milhões de euros há muito esperada pela região.

A empreitada que deverá ser lançada até ao final do ano, vai ligar Coimbra à Figueira da Foz, aproveitando todo o vale do Mondego, estando previsto serem infraestruturados 44 quilómetros de ciclovia, disse o secretário executivo da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC), Jorge Brito, que falava à agência Lusa à margem do evento, que decorreu na Câmara de Coimbra.

A Ciclovia do Mondego, que vai aproveitar os troços urbanos já criados nos três concelhos, deverá estar concluída em 2023, acrescentou, salientando que a candidatura a fundos comunitários já foi submetida.

O presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, recordou que este projecto era “já uma muito antiga aspiração de ligação de mobilidade suave entre Coimbra e o Atlântico”, destacando a valorização do Mondego e das suas margens, mas também a relevância do “ponto de vista ecológico e ambiental”.

A construção da ciclovia esteve prevista em 2011, mas a sua construção acabou por ser suspensa após a empreitada ter perdido as verbas do Quadro Estratégico de Referência Nacional (QREN) que lhe estavam destinadas.

Na altura, a intervenção estava orçada em cerca de seis milhões de euros.

Durante a cerimónia, o secretário executivo da CIM-RC realçou que 80% dos trabalhadores na região deslocam-se em transporte individual, salientando que a Ciclovia do Mondego aposta na ligação entre vários “polos atractores”, como zonas industriais, escolas ou centros de saúde.

Também presente na cerimónia, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, chamou a atenção para a dimensão desta empreitada, realçando que é necessário continuar a apostar em opções de mobilidade que têm baixas emissões poluentes, sendo que “nada é melhor que a mobilidade suave”.

Nesse sentido, notou, o Governo tem disponível uma verba de cerca de 300 milhões de euros para construir mil quilómetros de ciclovias intermunicipais até 2030.

“Este é um grande projecto e é mais do que uma ciclovia para se passear”, afirmou.

Pub

Leia também

Portugal sem concelhos em risco extremo pela primeira vez em dois meses

Portugal deixou hoje de ter concelhos em risco extremo de infecção pelo vírus SARS-CoV-2, o que não ocorria desde o início de Julho, segundo...

Circuito Nacional de bodyboard na Praia do Cabedelo

O Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2021 vai ter a sua primeira etapa na Praia do Cabedelo já neste fim-de-semana, contando com a...

Cinco novos casos nas últimas 24h – Figueira com 142 casos activos

O concelho da Figueira da Foz registou cinco casos de pessoas infectadas com covid-19 nas últimas 24h, permanecendo um total de 142 casos activos,...

Chuva afecta produção de milho no Baixo-Mondego

A chuva intensa que atingiu o Baixo Mondego, na segunda-feira ao final da tarde, afectou uma “vasta área de produção de milho”, disse à...

Praias na Figueira da Foz vistoriadas após avistamento de tubarões

Várias praias na linha de costa da Figueira da Foz foram hoje vistoriadas pela Autoridade Marítima, devido ao avistamento de três tubarões, no domingo,...