Início Local Município investe 2,9 milhões de euros na requalificação do Mosteiro de Seiça

Município investe 2,9 milhões de euros na requalificação do Mosteiro de Seiça

O município da Figueira da Foz anunciou um investimento de 2,9 milhões de euros na requalificação do Mosteiro de Seiça, obra que conta com financiamento europeu.

Numa nota de imprensa, a Câmara Municipal, liderada por Pedro Santana Lopes, informou que a Comissão Directiva do Programa Operacional Regional do Centro (CENTRO 2020) aprovou a candidatura a fundos para a intervenção de requalificação e consolidação do Mosteiro de Seiça.

Segundo a autarquia, a decisão surge “após sucessivas diligências levadas a cabo” por Pedro Santana Lopes “através do secretário executivo da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra”.

A obra, com investimento total estimado de 2.924.933,33 euros e um investimento elegível de 2.922.881,66 euros, será cofinanciada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) a 85 por cento, ou seja, com 2.484.449,41 euros, refere a nota da autarquia.

Esta candidatura tem por “objectivo a recuperação e reutilização deste monumento nacional de elevado valor patrimonial e cultural, devolvendo a sua identidade à população e ao visitante, permitindo a fruição deste espaço, e o desenvolvimento da cultura e do conhecimento histórico, através da sua preservação e sustentabilidade futura”.

A conclusão da intervenção está prevista para 31 de Dezembro de 2023.

O CENTRO 2020 aprovou ainda a candidatura ao financiamento da empreitada de intervenção e beneficiação da escola básica do 1.º ciclo das Abadias, num investimento total de 1.024.227,14 euros, com um montante elegível de 999.583,99 euros, que será cofinanciado pelo FEDER a 85 por cento, ou seja, com 849.646,39 euros, informa o mesmo comunicado.

Segundo a nota do município da Figueira da Foz, esta candidatura visa a “requalificação do edifício existente, modernizando e apetrechando as suas instalações de forma adequada ao desenvolvimento do processo formativo, no âmbito de um ensino qualificado, proporcionando um ambiente de aprendizagem que vise o sucesso escolar dos alunos, e a criação de sinergias educacionais no meio onde se insere”.

Esta obra deverá estar concluída a 31 de Dezembro de 2022.

Pub

Leia também

Carlos Fiolhais dá a conhecer “A Ciência e os Seus Inimigos” nas “5as de Leitura”

Realiza-se no dia 27 de Janeiro, pelas 21h30, no Auditório Municipal da Figueira da Foz, a segunda sessão, da 12ª temporada, do projecto de promoção...

Palestra Rotary – A (r)evolução da compaixão: da ciência à prática

Amanhã, pelas 21h30, o Rotary Club da Figueira da Foz promove uma palestra online sob o tema "A (r)evolução da compaixão: da ciência à...

Remadores da Naval participam na segunda fase dos testes para Seleção Nacional

No passado dia 15 de Janeiro realizou-se na Albufeira da Barragem do Maranhão, Avis, a segunda fase de testes que tem em vista a...

Pessoas com diabetes com mais de 18 anos já podem agendar reforço de vacina contra a covid-19

As pessoas com mais de 18 anos e comorbilidades associadas já podem agendar o reforço da vacinação contra a covid-19 através sistema de senha...

Montemor-o-Velho destruiu 870 ninhos de vespa asiática em 2021

A Protecção Civil de Montemor-o-Velho destruiu, em 2021, cerca de 870 ninhos de vespa asiática, mais 170 ninhos do que no ano anterior. “Em 2021...