Início Local Município investe 2,9 milhões de euros na requalificação do Mosteiro de Seiça

Município investe 2,9 milhões de euros na requalificação do Mosteiro de Seiça

O município da Figueira da Foz anunciou um investimento de 2,9 milhões de euros na requalificação do Mosteiro de Seiça, obra que conta com financiamento europeu.

Numa nota de imprensa, a Câmara Municipal, liderada por Pedro Santana Lopes, informou que a Comissão Directiva do Programa Operacional Regional do Centro (CENTRO 2020) aprovou a candidatura a fundos para a intervenção de requalificação e consolidação do Mosteiro de Seiça.

Segundo a autarquia, a decisão surge “após sucessivas diligências levadas a cabo” por Pedro Santana Lopes “através do secretário executivo da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra”.

A obra, com investimento total estimado de 2.924.933,33 euros e um investimento elegível de 2.922.881,66 euros, será cofinanciada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) a 85 por cento, ou seja, com 2.484.449,41 euros, refere a nota da autarquia.

Esta candidatura tem por “objectivo a recuperação e reutilização deste monumento nacional de elevado valor patrimonial e cultural, devolvendo a sua identidade à população e ao visitante, permitindo a fruição deste espaço, e o desenvolvimento da cultura e do conhecimento histórico, através da sua preservação e sustentabilidade futura”.

A conclusão da intervenção está prevista para 31 de Dezembro de 2023.

O CENTRO 2020 aprovou ainda a candidatura ao financiamento da empreitada de intervenção e beneficiação da escola básica do 1.º ciclo das Abadias, num investimento total de 1.024.227,14 euros, com um montante elegível de 999.583,99 euros, que será cofinanciado pelo FEDER a 85 por cento, ou seja, com 849.646,39 euros, informa o mesmo comunicado.

Segundo a nota do município da Figueira da Foz, esta candidatura visa a “requalificação do edifício existente, modernizando e apetrechando as suas instalações de forma adequada ao desenvolvimento do processo formativo, no âmbito de um ensino qualificado, proporcionando um ambiente de aprendizagem que vise o sucesso escolar dos alunos, e a criação de sinergias educacionais no meio onde se insere”.

Esta obra deverá estar concluída a 31 de Dezembro de 2022.

Pub

Leia também

Teresa Bonvalot sagra-se campeã nacional de surf

A surfista Teresa Bonvalot sagrou-se hoje campeã nacional, ao qualificar-se para a final do Allianz Ribeira Grande Pro, a quarta e penúltima etapa da...

Cidadão inglês detido na Figueira

Alistair Riggott, um predador sexual inglês, de 53 anos de idade, escondeu-se das autoridades britânicas em Portugal. Em Portugal, dormiu em hostels, mas foi...

Buarcos ganha marchas populares

O Grupo de Instrução e Sport (GIS), de Buarcos, venceu o concurso das Marchas Populares de S. João/2022. Em segundo lugar ficou a marcha...

Alunos da Escola Profissional em estágio na Irlanda

Seis alunos da Escola Profissional e do Instituto Tecnológico da Figueira da Foz partiram, a semana passada, para realizar estágios de formação nas cidades...

Sessão de Cinema “Campo de Sangue”, de João Mário Grilo

No dia 1 de Julho, pelas 21h30, o Centro de Artes e Espectáculos (CAE) apresenta no Auditório João César Monteiro, uma sessão de cinema...