Início Local João Ataíde recordado no Cabedelo

João Ataíde recordado no Cabedelo

Uma homenagem ao ex-presidente da autarquia da Figueira da Foz João Ataíde, que morreu em Fevereiro, realizada junto à praia do Cabedelo, reuniu 80 pessoas entre familiares e políticos, em violação das regras de distanciamento social.

“Declaradamente, é daquelas situações em que a emoção se sobrepôs à razão”, disse à agência Lusa o actual presidente da Câmara Municipal, Carlos Monteiro (PS), presente na cerimónia.

A homenagem, promovida no último dia da etapa inaugural da liga portuguesa de surf,  antes das finais feminina e masculina da competição, acabou por levar ao molhe sul do rio Mondego, anexo à zona de competição, diversos familiares e amigos de João Ataíde.

Estiveram ainda presentes pelo menos dois vereadores do executivo municipal, os deputados socialistas Pedro Coimbra e João Gouveia, o presidente da Assembleia Municipal da Figueira da Foz, José Duarte e antigos e actuais funcionários da autarquia da Figueira da Foz, entre outras pessoas.

“A organização [da prova de surf, que quis homenagear o ex-autarca] teve a preocupação de restringir muito o número de pessoas mas [a homenagem] foi do conhecimento público, o João Ataíde foi um presidente durante 10 anos que muito marcou a Figueira e as pessoas chegaram, associaram-se. A maior parte delas trazia máscara, [isso] não justifica a alteração e o número de pessoas que estava, mas também era impossível mandar as pessoas para trás, evitar, foi um daqueles actos espontâneos de amor e de paixão de quem reconhece o trabalho que foi feito durante 10 anos”, acrescentou Carlos Monteiro.

O autarca admitiu que teria preferido que “as coisas tivessem decorrido, no mínimo, com mais afastamento”, a exemplo dos responsáveis da prova de surf.

“Todos tínhamos preferido mas, na realidade, João Ataíde foi uma figura marcante no concelho, infelizmente, a morte dele foi trágica, foi muito recente e as pessoas quiseram dizer que ele está na nossa memória”, argumentou Carlos Monteiro.

Os participantes, que percorreram, a pé, cerca de 400 metros no molhe sul, concentraram-se de frente para a zona de surf, onde uma moto de água de apoio à prova, transportando um dos filhos de João Ataíde e uma coroa de flores, parou durante uns minutos.

Foi feito um minuto de silêncio e a coroa de flores foi exibida aos participantes na homenagem e lançada à água.

Na altura, Francisco Rodrigues, presidente da Associação Nacional de Surfistas (ANS), entidade promotora da liga portuguesa e da homenagem, também presente no local, pediu aos participantes que se afastassem uns dos outros, o que foi cumprido, mas já no final da cerimónia, antes de uma salva de palmas.

O Figueira Pro, que foi também a primeira prova da modalidade disputada no mundo depois da interrupção provocada pela pandemia de covid-19, foi ganho, em masculinos, por Frederico Morais, que bateu na final Filipe Jervis.

No sector feminino, Teresa Bonvalor derrotou Carolina Mendes, na final disputada nas ondas do Cabedelo.

O presidente da Câmara, Carlos Monteiro, garantiu que a parceria com a ANS para manter na Figueira da Foz uma etapa da liga portuguesa de surf “é para continuar”, assinalando a “grande vantagem” que o município possui em ter ondas quer a sul do Mondego, quer a norte, como na praia da Murtinheira, para onde a competição se mudou por ausência de ondas na praia do Cabedelo.

Pub

Leia também

Figueira da Foz é cidade há 138 anos

Hoje comemora-se o 138.º aniversário da elevação da Figueira da Foz a cidade, com o hastear da bandeira do município no edifício...

Mau Tempo: Mais de 150 ocorrências entre as 08:00 e as 17:00

A Proteção Civil registou 150 ocorrências devido ao mau tempo, com Leiria, Coimbra, Porto e Lisboa a serem os distritos mais afetados,...

Figueira ganha prémio nacional da Mobilidade em Bicicleta

O Município da Figueira da Foz foi galardoado com o prémio nacional da mobilidade em bicicleta 2020, na categoria de Autarquias e...

Pais contra as mudanças de sala dos alunos

Os pais e encarregados de educação da turma 1, do 6.º ano de escolaridade da Escola Dr. João de Barros da Figueira...

Mais de 300 médicos de família ainda não foram colocados

Mais de um mês após o lançamento do concurso para colocação dos 365 médicos de família, os especialistas continuam sem trabalhar numa...