Início Local Figueira da Foz vai construir ponte ciclável com vertente rodoviária

Figueira da Foz vai construir ponte ciclável com vertente rodoviária

A Câmara da Figueira da Foz vai construir uma ponte ciclável e pedonal com uma vertente rodoviária, sobre o rio Mondego, ligando Alqueidão a Vila Verde, projecto que envolve um investimento de 3,4 milhões de euros.

O protocolo entre o município da Figueira da Foz e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), regulando a utilização das áreas que estão sob gestão da Agência, foi formalizado na quarta-feira.

A Câmara Municipal da Figueira da Foz passa a deter, com este protocolo, a gestão e manutenção das vias para concretizar este lanço da ciclovia que integra a planeada “Ciclovia do Mondego e pela Rota Costa Atlântica da Eurovelo”.

A nova ponte sobre o Mondego, que, além de pedonal e ciclável, também admitirá circulação automóvel, embora condicionada, permitirá a ligação entre as localidades de Alqueidão, na margem esquerda do Mondego, e Vila Verde, na margem direita.

José Pimenta Machado, vice-presidente do Conselho Directivo da APA, salientou, durante a sessão de formalização do protocolo, que o acordo com a Câmara da Figueira da Foz “é mais uma das iniciativas do trabalho em equipa” que a Agência quer “muito fazer com os municípios”.

O projecto permitirá a ligação a três ciclovias – a que liga Figueira da Foz a Coimbra (que por sua vez dá acesso à ciclovia do Dão) e à ciclovia entre Figueira da Foz e Montemor-o-Velho e Cantanhede e Mealhada.

A nova ponte terá uma única faixa de rodagem, com circulação alternada de automóveis, e uma faixa de ciclovia que servirá também para a circulação pedonal.

Devido a estas características, a ponte terá uma única faixa de rodagem para automóveis, com circulação alternada, mas que provocará a redução de “algum trânsito na ponte Edgar Cardoso”, aproximará populações e aumentará “a coesão do concelho e até de concelhos limítrofes, como Soure, e as acessibilidades à Figueira da Foz”, sustentou o presidente do município, Carlos Monteiro.

A ciclovia denominada “Eurovelo” vai ligar 43 países da Europa, incluindo Portugal, e no caso deste projecto na Figueira da Foz assegurará a ligação entre Cabo Mondego, Murtinheira, Praia de Quiaios, Lagoas de Quiaios, Tocha e Cantanhede.

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, refere o protocolo, já desenvolveu “o procedimento de contratação pública do projecto de execução da Eurovelo 1 e da respetiva empreitada”.

A construção da ponte sobre o Mondego na Figueira da Foz envolve um investimento da ordem dos 3,4 milhões de euros e a construção da ciclovia entre Vila Verde e Alqueidão implica um investimento de cerca de dois milhões de euros, mas o projecto é candidato a fundos europeus, sublinha a autarquia.

Pub

Leia também

GRV assinala 100 anos

A sessão comemorativa do 100.º aniversário do Grupo Recreativo Vilaverdense (GRV) foi ontem assinalada, numa cerimónia que distinguiu diversas individualidades e entidades ligadas aquela...

Câmara da Figueira da Foz diz que “clima de insegurança” em zona de bares “não pode continuar”

A Câmara Municipal da Figueira da Foz considera que “o clima de insegurança” numa zona de bares da cidade onde hoje de madrugada se...

PSP investiga tiroteio e agressões na madrugada de hoje na Figueira da Foz

A PSP da Figueira da Foz está a investigar um tiroteio, ocorrido na madrugada de hoje, cerca das 3 horas, na zona turística do...

“O planeta está a aquecer e a principal responsabilidade é nossa”, apela Carlos Fiolhais

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra promoveu esta semana uma palestra online sob o tema das alterações climáticas, integrada no ciclo de conferências...

Ilustrações de Marta Monteiro no CAE até Dezembro

A ilustração da artista plástica Marta Monteiro estará em exposição no Centro de Artes e Espectáculos até dia 12 de Dezembro, em mais uma...