Início Local Figueira da Foz anuncia investimento inicial de 12 ME numa unidade de...

Figueira da Foz anuncia investimento inicial de 12 ME numa unidade de combustíveis

A Figueira da Foz vai receber uma nova unidade industrial de combustíveis avançados da empresa portuguesa BioAdvance, junto ao porto marítimo, num investimento inicial de 12 milhões de euros, anunciou hoje a Câmara.

A nova unidade industrial será das mais desenvolvidas no mundo na produção de combustíveis avançados, com poupanças estimadas entre 92 e 98% das emissões de CO2 (dióxido de carbono) comparativamente aos combustíveis fósseis usados no sector rodoviário, adiantou o município, em comunicado.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara da Figueira da Foz considerou que a instalação desta unidade “é uma grande prova de fé dos investidores, que acreditam que a situação no porto, na barra e também no rio, vai melhorar significativamente, porque eles precisam disso naturalmente para escoar os seus produtos”.

“Este investimento representa confiança na cidade e nos seus processos de decisão e funcionamento, com a expectativa dos investidores de que a situação no porto da Figueira da Foz melhore”, disse Pedro Santana Lopes, frisando que a nova unidade “poderá acarretar a vinda também das grandes empresas de combustíveis”.

O autarca sustentou, no entanto, que é necessário o Governo, através da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e dos ministérios do Ambiente e das Infraestruturas, avançar com as obras de desassoreamento da barra do porto, de forma a abrir “um novo ciclo”.

“As pessoas têm de perceber que se a Figueira andar para a frente e contribuir mais para a economia e mobilizar investimentos, é bom para a economia portuguesa”, sublinhou.

Pedro Santana Lopes destacou que a nova unidade vai “contribuir para o crescimento do produto da Figueira da Foz, da sua capacidade produtiva, do seu rendimento per capita”, além de criar “mais emprego e emprego qualificado, nomeadamente na área da investigação”.

“Esta unidade terá uma grande componente de investigação na transição energética, que será muito importante. É uma notícia muito importante para a Figueira, pelo que motiva e mobiliza também outros investimentos”, sublinhou.

A empresa dedica-se ao biocombustível e terá capacidade para produzir 20 mil toneladas por ano, com possibilidade de expansão para 60 mil toneladas por ano, permitindo a Portugal “o cumprimento da Directiva RED II no que respeita a combustíveis avançados”.

Segundo o município, a nova unidade estava inicialmente projectada para o concelho de Pombal.

“A Figueira da Foz ganha um dos maiores projectos a nível nacional para descarbonização de economia no sector rodoviário”, realçou o município, em comunicado.

Dentro de dois anos, o investimento projectado será de 47 milhões de euros, tornando-se num dos grandes operadores europeus na produção de combustíveis avançados.

Numa primeira fase serão criados 36 postos de trabalho, dos quais 18 altamente qualificados e, no final, prevê-se que a empresa crie mais de 100 postos de trabalho.

A fase relevante do projecto terá a ver com o desassoreamento do Porto da Figueira da Foz, que permitirá trazer ao Terminal de Graneis Líquidos “uma nova vida”.

Pub

Leia também

GNR detém homem detido por furto em armazém industrial

O Comando Territorial de Coimbra da GNR, através do Posto Territorial da Praia de Quiaios, deteve, no domingo, em flagrante, um homem de 25...

Plano Nacional de Cinema no AEZUFF

O Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz (AEZUFF) e o Centro de Artes e Espectáculos dinamizaram a iniciativa “Escola vai...

Bombeiros Voluntários homenagearam o seu presidente

O corpo dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz decidiu homenagear o seu presidente, Lídio Lopes, assinalando o marco dos 25 anos da sua...

Fundo dinamarquês prevê investir oito mil ME em energia eólica no mar da Figueira da Foz

Um fundo de investimento dinamarquês pretende investir oito mil milhões de euros num projecto de energias eólicas no mar ao largo da Figueira da...

Ginásio conquistou 17 títulos na época passada

Na época de 2021-2022, o Ginásio conquistou 14 títulos de Campeão de Portugal - nas modalidades de Remo (13) e Tiro (1) - e...