Início Cultura Figueira da Foz abre espaço de coworking no edifício do Quartel da...

Figueira da Foz abre espaço de coworking no edifício do Quartel da Imagem

O Quartel da Imagem, na Figueira da Foz, antiga ‘casa’ dos bombeiros municipais reabilitada para actividades culturais, vai albergar um espaço de ‘coworking’ dirigido à produção multimédia e artística, cujas candidaturas estão abertas, anunciou hoje a autarquia.

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, o município afirma que o novo espaço de ‘coworking’ “pretende estimular, incentivar e apoiar o empreendedorismo no concelho da Figueira da Foz, apoiando projectos, empresas, e profissionais liberais em processo de incubação, mas que estejam, também, numa fase de desenvolvimento e consolidação da sua actividade e/ou negócio”.

O novo espaço, que ocupa a totalidade do segundo piso do Quartel da Imagem – edifício secular recentemente reabilitado e localizado no centro da cidade, em frente à igreja matriz de São Julião e que já alberga o Arquivo Fotográfico Municipal – é dirigido a “promotores de actividades de produção multimédia e artística, entre outras, desde que revelem carácter inovador no seu projecto”, assinala a nota.

Estes incluem “empreendedores singulares e colectivos detentores de projectos ou de actividade empresarial adequada que se encontre em fase de ‘startup’, em processo de desenvolvimento ou consolidação das suas ideias de negócio” mas também detentores de iniciativas locais de emprego e profissionais liberais em autoemprego”, acrescenta.

Composto por quatro salas com postos de trabalho partilhados “acompanhadas de serviços de apoio logístico e administrativo básicos”, salas de reuniões e sala polivalente, o novo espaço municipal de ‘coworking‘ disponibiliza três modalidades – Coworker Project, Business e Criativo – sendo que, nas duas primeiras, a permanência pode ir até dois ou três anos, respectivamente – enquanto a última é destinada a utilizadores com “necessidades pontuais ou de curta duração”, um período de tempo de ocupação que, segundo o município, “pode ser de meio-dia, um dia, uma semana ou um mês”.

A nota acrescenta que a utilização do espaço na modalidade de Criativo “não está sujeita a candidatura, bastando ser requerida com antecedência, por e-mail, à entidade gestora”.

Ainda de acordo com o comunicado, o espaço de ‘coworking’ do Quartel da Imagem pretende “criar uma comunidade de empreendedores”, em conjunto com o projecto semelhante existente no edifício do mercado municipal (Mercado de Ideias), “e com a restante rede do Ecossistema de Empreendedorismo da Figueira da Foz, fomentando, assim, a interacção entre profissionais de diversas áreas”, sustenta.

Pub

Leia também

Teresa Bonvalot sagra-se campeã nacional de surf

A surfista Teresa Bonvalot sagrou-se hoje campeã nacional, ao qualificar-se para a final do Allianz Ribeira Grande Pro, a quarta e penúltima etapa da...

Cidadão inglês detido na Figueira

Alistair Riggott, um predador sexual inglês, de 53 anos de idade, escondeu-se das autoridades britânicas em Portugal. Em Portugal, dormiu em hostels, mas foi...

Buarcos ganha marchas populares

O Grupo de Instrução e Sport (GIS), de Buarcos, venceu o concurso das Marchas Populares de S. João/2022. Em segundo lugar ficou a marcha...

Alunos da Escola Profissional em estágio na Irlanda

Seis alunos da Escola Profissional e do Instituto Tecnológico da Figueira da Foz partiram, a semana passada, para realizar estágios de formação nas cidades...

Sessão de Cinema “Campo de Sangue”, de João Mário Grilo

No dia 1 de Julho, pelas 21h30, o Centro de Artes e Espectáculos (CAE) apresenta no Auditório João César Monteiro, uma sessão de cinema...