Início Local Associação Goltz de Carvalho acusada pelo MP

Associação Goltz de Carvalho acusada pelo MP

0
69

O Ministério Público acusa dirigentes da Associação Goltz de Carvalho de desviarem verbas no valor de 400 mil euros. A notícia, avançada pelo diário nortenho Jornal de Notícias, refere-se a “peculato, participação em negócios”, entre outros ilícitos.

Esta instituição local de solidariedade social já reagiu em comunicado, mas O Figueirense preferiu uma reacção do presidente da Direcção. António João Paredes afirmou que é “uma surpresa esta notícia e esta notificação”, referindo que “nelas têm montanhas de falsidades que não correspondem a factos e  não são mais que um ataque ao bom nome dos seus trabalhadores e de todos os que há 20 anos se dedicam de forma abnegada à comunidade”. António Paredes acrescenta que “esta obra incomoda e o presidente incomoda muito mais”.

Refira-se que a Associação Goltz de Carvalho é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, sediada na freguesia de Buarcos e visa a promoção de acções de solidariedade social, desportivas, culturais e recreativas. Segundo apurámos, tem ao serviço da comunidade local um conjunto de equipamentos e serviços sociais destinado a crianças, jovens, idosos e população em risco de exclusão social, nomeadamente, creche, jardim de infância, serviço de apoio domiciliário e centro comunitário.

SEM COMENTÁRIOS