Início Ambiente Árvore divide opiniões na cidade

Árvore divide opiniões na cidade

Joaquim de Sousa, provedor da Misericórdia-Obra da Figueira, em declarações exclusivas a’ O Figueirense, lamenta, como cidadão, a perda da árvore, acrescentando que “sob o ponto de vista científico não tenho opinião”. À nossa reportagem, o antigo presidente da Câmara disse que “a Misericórdia sempre cuidou do Pátio até 2009, depois não”.

 O freixo que foi parcialmente destruído pela tempestade Leslie (aqui na foto ainda derrubado) vai ser cortado na Quarta-feira. A Câmara não garante segurança da árvore com 309 anos e 24 horas. Hoje, Terça-feira, o Movimento Parque Verde marcou uma concentração, às 18h30, junto ao freixo, no Pátio de Santo António, admitindo que pode ser a última vez que se vê de pé a árvore mais antiga da Figueira.

Leia também

Figas – Bicicletas partilhadas chegam à Figueira da Foz

O município da Figueira da Foz irá integrar um sistema de bicicletas partilhadas a partir do dia de amanhã, de forma a facilitar...

Dois homens detidos na Figueira da Foz com quase 850 doses de cocaína e heroína

Dois homens, um de 55 anos e outro de 56 anos, foram detidos ontem, na Figueira da Foz, na posse de 847 doses...

Depressão Glória: 150 quedas de árvores e alguns danos no distrito de Coimbra

A depressão Glória provocou 150 quedas de árvores e 30 quedas de estruturas em todo o distrito de Coimbra, não se registando,...

Coimbra e outros três distritos sob aviso amarelo com previsão de vento forte e queda de neve

Os distritos de Viseu, Coimbra, Castelo Branco e Guarda estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de vento e, em dois distritos,...

Júlio Isidro recebe Medalha de Mérito Cultural

O Governo atribuiu a Júlio Isidro, amante incondicional da Figueira da Foz, de Buarcos em particular, a Medalha de Mérito Cultural que...