Início Ambiente Árvore divide opiniões na cidade

Árvore divide opiniões na cidade

Joaquim de Sousa, provedor da Misericórdia-Obra da Figueira, em declarações exclusivas a’ O Figueirense, lamenta, como cidadão, a perda da árvore, acrescentando que “sob o ponto de vista científico não tenho opinião”. À nossa reportagem, o antigo presidente da Câmara disse que “a Misericórdia sempre cuidou do Pátio até 2009, depois não”.

 O freixo que foi parcialmente destruído pela tempestade Leslie (aqui na foto ainda derrubado) vai ser cortado na Quarta-feira. A Câmara não garante segurança da árvore com 309 anos e 24 horas. Hoje, Terça-feira, o Movimento Parque Verde marcou uma concentração, às 18h30, junto ao freixo, no Pátio de Santo António, admitindo que pode ser a última vez que se vê de pé a árvore mais antiga da Figueira.

Pub

Leia também

Oito novos casos nas últimas 24h

O concelho da Figueira da Foz registou seis casos de pessoas infectadas com covid-19 nas últimas 24h, permanecendo um total de 76 casos activos,...

Dois filmes realizados em pós-graduação na Figueira seleccionados para 25º Festival de Avanca

Dois filmes produzidos no âmbito do curso de Pós-graduação em Cinema e Audiovisuais da ESAP - Escola Superior Artística do Porto, acabam de ser seleccionados...

Seis casos nas últimas 24h – concelho com 78 casos activos

O concelho da Figueira da Foz registou seis casos de pessoas infectadas com covid-19 nas últimas 24h, permanecendo um total de 78 casos activos,...

Acidente com veículo dos Bombeiros Voluntários

A caminho de um incêndio rural no sul do concelho, uma viatura dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz teve um acidente. Segundo apurámos,...

Figueira da Foz promove registo itinerante de terrenos nas freguesias

O município da Figueira da Foz vai promover, ao longo de Agosto, a identificação e registo de terrenos nas freguesias do concelho, através de...