Início Ambiente Árvore divide opiniões na cidade

Árvore divide opiniões na cidade

Joaquim de Sousa, provedor da Misericórdia-Obra da Figueira, em declarações exclusivas a’ O Figueirense, lamenta, como cidadão, a perda da árvore, acrescentando que “sob o ponto de vista científico não tenho opinião”. À nossa reportagem, o antigo presidente da Câmara disse que “a Misericórdia sempre cuidou do Pátio até 2009, depois não”.

 O freixo que foi parcialmente destruído pela tempestade Leslie (aqui na foto ainda derrubado) vai ser cortado na Quarta-feira. A Câmara não garante segurança da árvore com 309 anos e 24 horas. Hoje, Terça-feira, o Movimento Parque Verde marcou uma concentração, às 18h30, junto ao freixo, no Pátio de Santo António, admitindo que pode ser a última vez que se vê de pé a árvore mais antiga da Figueira.

Pub

Leia também

Pandemia teve impacto negativo na saúde mental dos jovens portugueses

A pandemia de covid-19 teve “um significativo impacto negativo na saúde mental dos jovens portugueses, especialmente nos níveis de depressão e de ansiedade”, conclui...

Figueira sob aviso amarelo devido à agitação marítima

O distrito de Coimbra está hoje sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte, informou hoje o Instituto Português do Mar e...

Hospital da Figueira da Foz com metade dos internados face ao início do mês

O Hospital Distrital da Figueira da Foz registou, nas últimas 24h, 35 pessoas internadas em enfermaria com covid-19, menos de metade do que no...

Prisão preventiva para dois suspeitos de tráfico de droga na Figueira da Foz

A PSP deteve dois homens suspeitos do crime de tráfico de droga na Figueira da Foz que ficaram em prisão preventiva, e apreendeu droga...

Seis novos casos detectados nas últimas 24h – concelho tem 284 casos activos

O concelho da Figueira da Foz registou hoje seis novos casos de pessoas infectadas com covid-19, totalizando o número de casos registados desde Março...