Início Ambiente Mais de 34 ME destinados ao combate aos incêndios rurais

Mais de 34 ME destinados ao combate aos incêndios rurais

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) contempla um investimento de 40 milhões de euros (ME) na área das florestas para a Administração Interna, com 34,2 ME destinados ao combate aos incêndios rurais, anunciou hoje o Governo.

“O investimento no sistema de Emergência e Protecção Civil tem sido uma das prioridades do Ministério da Administração Interna e o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) constitui-se como mais um instrumento de reforço desta área estratégica para a segurança dos portugueses”, lê-se na nota enviada à comunicação social pelo gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

Este investimento de 40 milhões vai ser financiado a 100% pelo programa “Next Generation EU”, e a ‘fatia de leão’ vai ser alocada ao reforço da capacidade de resposta operacional no combate aos incêndios rurais, que ascende a 34,2 milhões de euros.

Depois, há dois milhões de euros dedicados ao reforço das infraestruturas de Protecção Civil, e 1,05 milhões de euros para a formação e qualificação dos operacionais envolvidos no combate aos incêndios rurais, enquanto 850 mil euros estão destinados à prevenção de comportamentos de risco na população.

Segundo o Ministério da Administração Interna, até 2024, vão ser investidos 20 milhões de euros na aquisição de viaturas (dos quais cerca de 60% para viaturas para os Corpos de Bombeiros).

Está também previsto um investimento de 10 milhões de euros na aquisição de Equipamentos de Protecção Individual de Incêndios Rurais (dos quais cerca de 60% para os Corpos de Bombeiros), bem como a formação de cerca de 3.300 agentes de protecção civil que participam no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR).

O PRR faz parte dos mecanismos de apoio criados pela União Europeia para os Estados-membros recuperarem da crise provocada pela pandemia de covid-19.

Portugal beneficia de um envelope financeiro total de 16.643 milhões de euros, composto por 13.944 milhões em subvenções e por 2.699 milhões em empréstimos.

Os investimentos destinam-se a três áreas temáticas: resiliência, transição climática e transição digital, segundo o Governo.

Pub

Leia também

Ilustrações de Marta Monteiro no CAE até Dezembro

A ilustração da artista plástica Marta Monteiro estará em exposição no Centro de Artes e Espectáculos até dia 12 de Dezembro, em mais uma...

“Onde nos levará a Genética?” – palestra Rotary

A investigadora figueirense Sílvia Curado vai estar em directo hoje, a partir de Nova Iorque, com o Rotary Club da Figueira da Foz, numa...

Queima das Fitas de Coimbra arranca amanhã com algumas limitações

A Queima das Fitas de Coimbra começa na quinta-feira, com a Serenata Monumental, ainda com algumas limitações face à pandemia de covid-19, nomeadamente a...

Chuva acalma mas temperaturas baixam

A chuva vai parar até à próxima semana no concelho da Figueira da Foz, estando prevista uma diminuição significativa de temperatura ao longo dos...

Nova maternidade de Coimbra vai ser construída nos Hospitais da Universidade

A nova maternidade de Coimbra vai ser construída no polo dos Hospitais da Universidade, anunciou hoje o presidente do Centro Hospitalar e Universitário de...