Início Ambiente Um ano depois do Leslie

Um ano depois do Leslie

A Associação Nacional de Municípios disse estar preocupada e considerou “injusto” que o Estado ainda não tenha disponibilizado os apoios para fazer face a prejuízos provocados pela tempestade Leslie, em Outubro de 2018.

“Não é certo e é injusto que, decorrido este tempo, não tenha sido disponibilizado o dinheiro que foi alocado” para as “intervenções de emergência” impostas pela passagem do furacão Leslie por Portugal – onde chegou como tempestade tropical, em 13 de Outubro de 2018 – disse o presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), Manuel Machado.

A tempestade afectou essencialmente os distritos de Aveiro, de Leiria e de Viseu e, particularmente, o de Coimbra (Figueira da Foz), provocando danos estimados em cerca de 120 milhões de euros.

Pub

Leia também

Figueira da Foz tomou medidas por causa da agitação marítima

O município da Figueira da Foz tomou algumas precauções para minimizar o impacto da agitação marítima forte prevista para hoje e sábado, mas só...

Depressão Dora – mau tempo vai permanecer até sábado

Portugal continental está a ser afectado desde a tarde de hoje e até sábado por vento forte, precipitação, neve, agitação marítima e descida da...

Figueira com 15 novos casos – cerca de 1400 casos registados no concelho desde Março

O concelho da Figueira da Foz registou hoje 15 novos casos de pessoas infectadas com covid-19, totalizando o número de casos registados desde Março...

Golfinho morto na praia da Figueira

Cerca das 17 horas de ontem foi encontrado um golfinho, já morto, nas areias do molhe norte da Figueira da Foz, segundo apurou O Figueirense junto...

Covid-19: Vacina será gratuita, facultativa e administrada no SNS

A ministra da Saúde disse hoje que a vacina contra a covid-19, que poderá chegar a Portugal já em Janeiro, será gratuita, facultativa e...