Início Local Santana Lopes disponível para entregar pelouros a vereadores da oposição

Santana Lopes disponível para entregar pelouros a vereadores da oposição

O presidente da Câmara da Figueira da Foz, Pedro Santana Lopes, disse que está disponível para entregar pelouros aos vereadores da oposição (PS e PSD), que estão em maioria no executivo municipal.

“Mantenho o que disse na noite da eleição: estou aberto a entregar pelouros a qualquer vereador da oposição”, referiu o autarca aos jornalistas, no final da primeira sessão de Câmara do novo mandato, em que foram aprovadas, por unanimidade, a distribuição de funções pelos eleitos do movimento “Figueira a Primeira”.

Santana Lopes adiantou que já foram efectuados contactos com o único vereador do PSD e com o antigo presidente da Câmara, agora líder da bancada do PS, que, em declarações aos jornalistas disse não ter sido contactado formalmente nesse sentido e que não está “politicamente disponível” para aceitar pelouros.

Para Carlos Monteiro, que vai retomar a sua actividade profissional de docente, o PS “não vai obstacularizar a actual governação e terá sempre uma posição construtiva” em prol do desenvolvimento da Figueira da Foz“.

O ex-presidente da Câmara, que esteve no cargo cerca de dois anos e meio, após a saída de João Ataíde para o Governo, considera que quem ganha deve governar”.

O vereador do PSD, Ricardo Silva, não quis prestar declarações aos jornalistas.

De acordo com a deliberação de hoje, o presidente da Câmara da Figueira da Foz vai assumir os pelouros do planeamento, ordenamento do território, urbanismo, projectos e obras estruturantes, ambiente, cultura, desporto, juventude, turismo e desenvolvimento económico, protecção civil e bombeiros, serviços de tecnologias de informação e comunicação e assuntos jurídicos e contencioso.

Além do presidente Santana Lopes, o município vai funcionar com mais três vereadores a tempo inteiro – Anabela Tabaçó, Olga Brás e Manuel Domingues, não tendo, para já, definido quem fica na vice-presidência.

“Não está previsto neste momento pensar nisso. Quero deixar andar os acontecimentos”, disse o autarca aos jornalistas, salientando que “não faz parte” das suas prioridades.

As reuniões do município da Figueira da Foz vão decorrer às primeiras e terceiras quartas-feiras de cada mês, a partir das 10h30, aberta à participação do público na última sessão de cada mês.

Pub

Leia também

Salvo o ocupante da viatura que caiu na Serra da Boa Viagem

Ficou ligeiramente ferido, “mas consciente e orientado”, o único ocupante da viatura ligeira que esta tarde se despistou e caiu numa ravina com um...

CAE recebe um concerto de Lisa Gerrard e Jules Maxwell no domingo

Amanhã, pelas 21h30, o Centro de Artes e Espectáculos (CAE) apresenta um concerto com Lisa Gerrard e Jules Maxwell, onde será apresentado o seu...

Ponte Edgar Cardoso: obras condicionam trânsito durante a semana

As obras de requalificação da ponte Edgar Cardoso vão condicionar o trânsito nos dias 29 e 30 de Novembro, das 8h30 às 17h30, com...

Terapeuta da fala figueirense distinguida em São Brás de Alportel

O Município de São Brás de Alportel realizou a sua 10.ª Gala de Atribuição dos Prémios Juventude onde a figueirense Mónica Rocha foi premiada...

Assembleia Municipal da Figueira da Foz aprova desagregação de quatro freguesias

A Assembleia Municipal da Figueira da Foz deu hoje parecer favorável à desagregação das antigas freguesias de Brenha, Santana, Borda do Campo e São...