Início Ambiente Empresa da Figueira da Foz produz cosméticos 100% naturais à base de...

Empresa da Figueira da Foz produz cosméticos 100% naturais à base de flor de sal

A flor de sal é o principal ingrediente de uma linha de cosméticos 100% naturais, criada e produzida por uma empresa familiar da Figueira da Foz, que se apoiou nos ensinamentos sobre plantas medicinais transmitidos por uma avó.

“Muitas pessoas desconhecem as potencialidades do mar, um recurso grátis e infinito. Sou um apaixonado pelo sal, um produto milenar, que me levou a criar soluções diferenciadas para a dermocosmética, assentes na simplicidade”, destacou o mentor da Mondegos Green Company, Jesus Zunzuregui LLombart.

Natural do País Basco, este engenheiro químico, especialista em papel, entrou na “aventura” da criação de um produto “simples e eficaz” em 2011, para satisfazer o pedido de um amigo de Coimbra, que conheceu depois de se ter instalado na Figueira da Foz, em 1991.

“Começou quase por brincadeira, para tentar valorizar o sal, sendo o nosso primeiro produto um exfoliante para os pés. Na primeira feira, vendi cerca de 20 boiões: tudo o que tinha preparado para levar”, recordou.

Às potencialidades do sal juntou os segredos de algumas plantas medicinais e os produtos, todos eles 100% naturais, foram surgindo.

A linha de cosméticos conta agora com 24 produtos, sendo sete deles diferentes em termos de aroma, mas todos eles “naturalmente simples” e, acima de tudo, “verdadeiras experiências”.

“Procuramos a felicidade nas coisas simples. Um equilíbrio na simplicidade”, explicou a filha e gerente da empresa familiar, Itsaso Zunzuregui Urquizu.

A jovem de 29 anos, licenciada em marketing e comunicação, chegou há cinco anos a Portugal para ajudar o pai a impulsionar um conceito “diferenciado, natural, simples e eficaz”.

“Não pretendemos produzir em massa, nem ter muitos produtos. Temos sim produtos eficazes e que queremos que cheguem aos clientes consoante as necessidades que têm”, justificou.

De acordo com Itsaso Zunzuregui Urquizu, a mais-valia desta empresa reside no atendimento personalizado que dedicam aos seus clientes, aconselhando-os e orientando-os na escolha dos produtos mais adequados.

“Não pretendemos impingir nada a ninguém, temos muito respeito pelo dinheiro dos nossos clientes. Mas sabemos que depois de sentirem e cheirarem, vão comprar, gostar e, assim, teremos a fidelização do cliente”, defendeu.

Com a perspectiva de a facturação rondar os 150 mil euros em 2022, Jesus Zunzuregui LLombart recordou que os dois últimos anos foram de grandes dificuldades, trazidas pela pandemia causada pela covid-19.

“Depois da pandemia foi preciso recomeçar, continuar a acreditar nos produtos e procurar o nosso caminho. Mas somos resilientes e esse período acabou por servir para criar novos produtos e para pensar em novas estratégias”, referiu.

A pandemia trouxe uma mudança de mentalidades, que os obrigou a reposicionarem-se perante o mercado.

“Foi preciso conjugar o bom que tinha a forma de fazer negócio no passado, porque o ‘online’ não é para todos. Mas utilizar também as novas ferramentas, fazendo um comércio moderno, sem perder o factor humano”, sustentou.

Actualmente, 90% da produção tem como destino diferentes cidades portuguesas, sendo os restantes produtos vendidos em Espanha e pontualmente na Alemanha e Luxemburgo.

“A nossa grande aposta este ano é o mercado espanhol: Galiza e com foco em Madrid. Em breve, contamos entrar no mercado brasileiro”, revelou.

Também a carteira de produtos irá crescer muito em breve, com o lançamento de um endurecedor para unhas e um creme de contorno de olhos.

“Estamos constantemente a pensar em melhorar e alargar a nossa gama de produtos, em perfeita harmonia com a natureza. O segredo da nossa motivação e criatividade reside sempre na simplicidade”, concluiu.

Pub

Leia também

Ginásio conquista prata e bronze na regata “Aerobic Monsters”

O Clube Naval Infante D. Henrique organizou no sábado, dia 3, a Regata Internacional “Aerobic Monsters”, exclusiva para embarcações skiff, na qual participaram quatro...

Concerto de Ano Novo com Sofia Escobar

O grande auditório do Centro de Artes e Espectáculos vai acolher um concerto de Ano Novo com Sofia Escobar, no dia 8 de Janeiro...

Figueira recebe espectáculo sobre incêndios florestais

O espetáculo “Sob a Terra”, criado em 2020 pela Leirena Teatro para abordar a temática dos incêndios florestais, vai voltar aos palcos no mês...

PSP promove projecto de prevenção em 62 escolas de Coimbra e Figueira da Foz

Mais de 60 estabelecimentos de ensino básico e secundário da área de responsabilidade da PSP de Coimbra e Figueira da Foz vão ser abrangidos,...

Magenta apresenta “Aqui há Natal #2” em exposição no CAE

Até ao final do mês, a Sala Zé Penicheiro do Centro de Artes e Espectáculos terá patente a exposição "Aqui há Natal #2", pela...