Início Economia Câmara da Figueira isenta pagamento de taxas de ocupação

Câmara da Figueira isenta pagamento de taxas de ocupação

Foi hoje aprovada por unanimidade em reunião do executivo figueirense, uma medida que prevê a isenção do pagamento de taxas de ocupação de espaços públicos e isenção de pagamentos de rendas de espaços municipais no valor de 52,827,87€ (valor da receita prevista entrar nos cofres do município, no período em causa).

Esta medida reflecte, segundo a autarquia, “a preocupação de todas as forças políticas que compõem o órgão deliberativo municipal, com a saúde financeira dos negócios das pequenas empresas e dos empresários em nome individual”.

Resumo das isenções ao abrigo das disposições constantes do art.º 11º da Lei nº. 4-C/2020 de 6 de Abril e do artº. 2º. da lei nº. 6/2020 de 10 Abril.

Esplanadas fechadas – redução do valor da taxa de ocupação de espaço, de Abril a Dezembro. Esplanadas abertas – isenção do pagamento das taxas relativas à ocupação do espaço público com esplanadas abertas, guarda-ventos e estrados, de Abril a Dezembro. Valores referentes a Abril e Maio já cobrados serão restituídos.

Relativamente ao aumento da dimensão das esplanadas, o município irá analisar os pedidos de forma individual, tendo em conta as especificidades de localização de cada estabelecimento.

Espaços arrendados pela Câmara da Figueira – a maioria dos espaços arrendados ao município são espaços para exploração comercial – restauração e bebidas. O município irá isentar os titulares dos contratos de pagamento de renda e taxa correspondentes aos meses de Abril e Maio. Os valores a pagar de Junho a Agosto, serão pagos a partir de Setembro, durante 12 meses.

Quiosques – isenção do pagamento da contra-prestação composta pela renda e taxa de ocupação de espaço público nos meses de Abril e Maio, aos titulares dos contratos. Os valores a pagar de Junho a Agosto, serão pagos a partir de Setembro, durante 12 meses.

Mercados Municipais – isenção dos titulares dos contratos dos pagamentos das taxas relativas aos meses de Abril e Maio, relativo aos espaços obrigados a encerrar por imperativo legal. Os valores a pagar de Junho a Agosto começam a ser pagos a partir de Setembro, durante 12 meses.

Espaço Cooworking – isenção dos titulares dos contratos de utilização do pagamento das rendas de Abril e Maio. Os valores a pagar de Junho a Agosto começam a ser pagos a partir de Setembro, durante 12 meses.

Apoios de praia completos e apoios de praia mínimos – isenção dos titulares de contrato de utilização destes espaços do pagamento de taxas dos meses de Abril e Maio, correspondente a dois duo-décimos do valor total a pagar em 2020. O restante valor deverá ser pago a partir de Setembro, em prestações, durante 12 meses.

Pub

Leia também

Dez de Agosto faz hoje 140 anos

Em tempos de pandemia, a programação é online, segundo apurou "O Figueirense". Conforme refere o programa comemorativo destes 140 anos da Sociedade Filarmónica Dez de Agosto, é...

João Ribeiro destaca-se nos nacionais de canoagem com os títulos em K1 200 e 500

O canoísta olímpico João Ribeiro conquistou ontem os títulos nacionais de velocidade em K1 200 e 500 metros, distância na qual venceu...

Portugueses são dos europeus que demonstram maior vontade em vacinar-se

Os portugueses são dos europeus que demonstram maior vontade em vacinar-se contra a covid-19, com um em cada quatro a manifestar essa...

“Há Cinema na Freguesia” – clássicos de comédia portuguesa vão ser exibidos em várias freguesias da Figueira

Foi esta manhã apresentado, em conferência de imprensa, no Salão Nobre dos Paços do Município, pelo Presidente da autarquia, Carlos Monteiro, o...

Apanhado o suspeito por danos patrimoniais no mural de Buarcos

Na sequência de denúncia apresentada pelo autarca da Junta da Freguesia de Buarcos/São Julião, recebida pela PSP da Figueira da Foz no dia...