Início Economia Câmara da Figueira isenta pagamento de taxas de ocupação

Câmara da Figueira isenta pagamento de taxas de ocupação

Foi hoje aprovada por unanimidade em reunião do executivo figueirense, uma medida que prevê a isenção do pagamento de taxas de ocupação de espaços públicos e isenção de pagamentos de rendas de espaços municipais no valor de 52,827,87€ (valor da receita prevista entrar nos cofres do município, no período em causa).

Esta medida reflecte, segundo a autarquia, “a preocupação de todas as forças políticas que compõem o órgão deliberativo municipal, com a saúde financeira dos negócios das pequenas empresas e dos empresários em nome individual”.

Resumo das isenções ao abrigo das disposições constantes do art.º 11º da Lei nº. 4-C/2020 de 6 de Abril e do artº. 2º. da lei nº. 6/2020 de 10 Abril.

Esplanadas fechadas – redução do valor da taxa de ocupação de espaço, de Abril a Dezembro. Esplanadas abertas – isenção do pagamento das taxas relativas à ocupação do espaço público com esplanadas abertas, guarda-ventos e estrados, de Abril a Dezembro. Valores referentes a Abril e Maio já cobrados serão restituídos.

Relativamente ao aumento da dimensão das esplanadas, o município irá analisar os pedidos de forma individual, tendo em conta as especificidades de localização de cada estabelecimento.

Espaços arrendados pela Câmara da Figueira – a maioria dos espaços arrendados ao município são espaços para exploração comercial – restauração e bebidas. O município irá isentar os titulares dos contratos de pagamento de renda e taxa correspondentes aos meses de Abril e Maio. Os valores a pagar de Junho a Agosto, serão pagos a partir de Setembro, durante 12 meses.

Quiosques – isenção do pagamento da contra-prestação composta pela renda e taxa de ocupação de espaço público nos meses de Abril e Maio, aos titulares dos contratos. Os valores a pagar de Junho a Agosto, serão pagos a partir de Setembro, durante 12 meses.

Mercados Municipais – isenção dos titulares dos contratos dos pagamentos das taxas relativas aos meses de Abril e Maio, relativo aos espaços obrigados a encerrar por imperativo legal. Os valores a pagar de Junho a Agosto começam a ser pagos a partir de Setembro, durante 12 meses.

Espaço Cooworking – isenção dos titulares dos contratos de utilização do pagamento das rendas de Abril e Maio. Os valores a pagar de Junho a Agosto começam a ser pagos a partir de Setembro, durante 12 meses.

Apoios de praia completos e apoios de praia mínimos – isenção dos titulares de contrato de utilização destes espaços do pagamento de taxas dos meses de Abril e Maio, correspondente a dois duo-décimos do valor total a pagar em 2020. O restante valor deverá ser pago a partir de Setembro, em prestações, durante 12 meses.

Pub

Leia também

Figueira com Carnaval em Agosto

Dando continuidade ao programa de animação de verão, as marginais das praias de Buarcos e da Claridade, o Bairro Novo e a rua dos...

Figueira da Foz abre espaço de coworking no edifício do Quartel da Imagem

O Quartel da Imagem, na Figueira da Foz, antiga ‘casa’ dos bombeiros municipais reabilitada para actividades culturais, vai albergar um espaço de ‘coworking’ dirigido...

Oito novos casos nas últimas 24h

O concelho da Figueira da Foz registou oito casos de pessoas infectadas com covid-19 nas últimas 24h, permanecendo um total de 86 casos activos,...

Municípios avançam com Ciclovia do Mondego para ligar Coimbra à Figueira da Foz

Os municípios de Coimbra, Montemor-o-Velho e Figueira da Foz assinaram hoje um contracto para a Comunidade Intermunicipal avançar com a Ciclovia do Mondego, intervenção...

Estudo sobre transposição de areias na Figueira da Foz deve ser divulgado em Setembro

As conclusões do estudo sobre um sistema mecânico de transposição de areias na barra da Figueira da Foz deverão ser tornadas públicas em Setembro,...