Início Local Café e restaurante Swell transportado intacto para o parque de campismo da...

Café e restaurante Swell transportado intacto para o parque de campismo da Figueira

Um antigo café pré-fabricado, localizado na praia do Cabedelo, Figueira da Foz, vai ser transportado intacto, ao longo da noite de hoje, durante nove quilómetros, para o parque de campismo daquela cidade, disse o presidente da câmara.

A operação de transporte do edifício pré-fabricado – onde funcionou de raiz, até Setembro de 2019, o café e restaurante Swell, antes de ser adquirido pelo município para ser deslocalizado daquele local, onde irá passar a nova via de acesso à praia do Cabedelo -, começou ao final da tarde de hoje e vai prolongar-se pela noite e madrugada, só devendo estar concluída durante o dia de terça-feira.

Conforme constatou a agência Lusa, o edifício foi içado por uma grua de 50 toneladas e colocado num transporte especial que deverá sair da praia do Cabedelo na noite de hoje. O percurso de nove quilómetros até ao parque de campismo municipal, que será acompanhado pela PSP, implica o atravessamento da povoação da Gala, as pontes dos Arcos (sobre o braço sul do Mondego) e Edgar Cardoso, entre as duas margens do rio e parte da Estrada Nacional 109, antes de entrar na Figueira da Foz pela rodovia urbana.

Em declarações à Lusa, o presidente da câmara, Carlos Monteiro, admitiu ser a primeira vez que é realizada na Figueira da Foz uma operação desta envergadura relativa a um edifício, justificando-a por ser “a maneira mais barata de o transportar e de o reutilizar”.

“Entre o que o edifício vale e o valor da operação de transporte e de instalação no parque de campismo para o deixar funcional, há um diferencial favorável”, frisou Carlos Monteiro, acrescentando que o pré-fabricado irá funcionar como ‘bungalow’ na nova localização.

Segundo os dados disponibilizados pelo autarca, aquando do acordo feito com a antiga proprietária – que foi indemnizada em 80 mil euros -, o Swell “foi avaliado por um perito externo [à câmara] em 62 mil” euros.

“Como o transporte, a reparação com colocação de estacas [na base] e os trabalhos para o deixar funcional orçam em 30 mil, um valor abaixo da avaliação, entendemos reaproveitá-lo e repô-lo no parque de campismo para servir como ‘bungalow'”, alegou o presidente do município do litoral do distrito de Coimbra.

Além do antigo café, a construção da nova via de acesso à praia do Cabedelo implicou outra indemnização, neste caso à proprietária de uma escola de surf, a funcionar igualmente num edifício pré-fabricado, orçada em 45 mil euros.

Este edifício não vai ser deslocalizado e será desmantelado, tendo a proprietária optado por construir um novo, na mesma zona do Cabedelo, sustentou Carlos Monteiro.

Pub

Leia também

Pais contra as mudanças de sala dos alunos

Os pais e encarregados de educação da turma 1, do 6.º ano de escolaridade da Escola Dr. João de Barros da Figueira...

Mais de 300 médicos de família ainda não foram colocados

Mais de um mês após o lançamento do concurso para colocação dos 365 médicos de família, os especialistas continuam sem trabalhar numa...

Protecção Civil emite recomendações para próximos dias de mau tempo

A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) emitiu hoje recomendações para as próximas 48 horas devido às previsões de chuva...

Chuva regressa na quinta-feira

A chuva deverá regressar na quinta-feira a Portugal, prevendo-se uma descida gradual de temperatura e aguaceiros, que poderão ser acompanhados de trovoada,...

Castelo Eng. Silva vai abrir as portas com novo Posto de Turismo no final deste mês

O Castelo Eng. Silva, na Esplanada Silva Guimarães, está a ser convertido num novo posto de Turismo com valências culturais. A inauguração...