Início Economia Adega de Cantanhede cresce 18 por cento nas exportações

Adega de Cantanhede cresce 18 por cento nas exportações

A Adega de Cantanhede fechou o ano de 2020 com as exportações a crescerem 17,6 por cento num ano afectado pela redução dos mercados normais.

O ano de 2020, na sequência da pandemia provocada pela Covid-19, levou ao “cancelamento de feiras internacionais do sector” e o “acompanhamento dos mercados ‘in loco’ ficou comprometido”, recorda a organização.

A Adega de Cantanhede decidiu apostar nas parcerias já existentes que têm o “foco absoluto na venda ‘online’”, e apostar em concursos internacionais.

O grande volume de exportações reflecte-se não só pela reconhecida “relação qualidade-preço”, mas também pela participação em vários “concursos internacionais” e pela distinção dos vinhos em revistas internacionais.

A aposta na participação em concursos internacionais resultou em 126 distinções em 2020: a Adega de Cantanhede recebeu “oito grandes medalhas de ouro, 44 medalhas de Ouro e dez pontuações acima dos 90 pontos em revistas internacionais da especialidade”, lê-se em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Maria Miguel Manão, responsável pela exportação e pelo marketing, refere que com a pandemia “o consumidor deixou de consumir muito fora de casa, mas não deixou de consumir vinho”.

“O sector foi capaz de oferecer soluções ao consumidor para ter acesso ao produto sem isso lhe pesar mais na carteira, ou seja, o consumidor mudou o local de consumo e mudou o canal através do qual ele faz a aquisição do produto”, explicou Maria Miguel Manão.

Os mercados externos foram liderados pelo Brasil, seguido da Rússia, EUA, França e Inglaterra, um top cinco que no seu conjunto cresceu 22 por cento.

Pub

Leia também

12 novos casos detectados nas últimas 24h

O concelho da Figueira da Foz registou 12 casos de pessoas infectadas com covid-19 nas últimas 24h, permanecendo um total de 84 casos activos,...

Bares e discotecas fechados até Outubro

Os bares e discotecas vão permanecer encerrados até Outubro, mês em que poderão reabrir para clientes com certificado de vacinação contra a covid-19 ou...

Utilização de máscara deixa de ser obrigatória na via pública em Setembro

A utilização de máscara na via pública deixará de ser obrigatória a partir de Setembro, excepto em situações de ajuntamentos, segundo o novo plano...

Animação com estátuas vivas espalhadas pela cidade

No âmbito da programação da Animação de Verão 2021, promovida pelo Município da Figueira da Foz, irão decorrer, entre os dias de hoje e...

Palestra Rotary sobre visão artificial nas empresas e na sociedade

"As novas tecnologias aplicadas na Visão Artificial e seu impacto nas empresas e na sociedade" é o tema que Sérgio Correia, engenheiro, CEO da...